Política

Em Manaus, pesquisa sobre intenções de voto para eleições será divulgada dia 10 de agosto

Em visita à sede do jornal Amazonas EM TEMPO, o professor Eric Barbosa, representante da Pontual Pesquisa, falou sobre as perspectivas para este pleito - foto: Ione Moreno

Em visita à sede do jornal Amazonas EM TEMPO, o professor Eric Barbosa, representante da Pontual Pesquisa, falou sobre as perspectivas para este pleito – foto: Ione Moreno

A Pontual Pesquisa, que atua no Amazonas desde as últimas eleições em 2011, apresentará no dia 10 de agosto a primeira pesquisa de intenção de voto para vereadores e prefeitos da capital de interior. Em visita à sede do jornal Amazonas EM TEMPO, o professor Eric Barbosa, representante da empresa e pesquisador, falou sobre as perspectivas para este pleito.

O instituto de pesquisa está legalizado e está devidamente registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 15.12.2015 e no Conselho Regional de Estatística (Conre), que possibilita que as pesquisas eleitorais sejam feitas.

Nas últimas pesquisas publicadas, dos três municípios pesquisados com intenções de voto para candidatos de  Manaquiri, Careiro Castanho e Anori, Eric afirma que o instituto acertou. Para as pesquisas para as eleições deste ano, afirma que usará os métodos como o “face a face”, em que o entrevistado, de várias zonas da cidade e do Estado, responderá a um questionário previamente desenvolvido pelo instituto.

“A Pontual Pesquisa surge com o objetivo de prestar serviço para esta campanha , utilizando o rigor científico para acertar os resultados das eleições”.

Questionado sobre as particularidades deste pleito em meio a escândalos políticos que, por meio do fácil acesso à comunicação chegam ao conhecimento popular, Eric afirma que será um eleição decisiva. “As eleições em 2016 representam um pleito mais difícil por conta da contextualização política atual. O processo eleitoral sofreu uma diminuição. Por isso, as campanhas precisam de mais pé no chão, corpo a corpo, e as redes sociais são boas ferramentas para o eleitor conhecer as propostas”, explica.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir