Dia a dia

Em Manaus, Pai e filho são presos por estuprar adolescente de 12 anos, filha e irmã dos envolvidos

A dupla foi autuada por estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis serão levados para a Cadeia Pública - foto: divulgação

A dupla foi autuada por estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis serão levados para a Cadeia Pública – foto: divulgação

Um pedreiro de 40 anos e o filho dele de 23 anos foram apresentados na manhã desta quarta-feira (18), na Delegacia Geral, Zona Oeste de Manaus, suspeitos de estuprar uma adolescente de 12, filha e irmã dos envolvidos.

Pai e filho foram presos por volta das 17h30 de ontem (17), na residência deles, localizada no bairro Zumbi dos Palmares 1, Zona Leste da capital. Um adolescente de 16 anos, que é também irmão da vítima, apontado como o terceiro autor do fato, não foi localizado.

De acordo com o delegado titular do 25º Distrito Engrado de Polícia (DIP), Cícero Túlio, a pedagoga da escola onde a menina estuda compareceu à unidade policial na tarde de ontem para comunicar que uma aluna de 12 anos a informou que vinha sendo constantemente estuprada pai e pelos irmãos mais velhos.

Após a denúncia, a adolescente foi encaminhada para realização de exames ginecológicos no Instituto Médico Legal (IML), onde foi constatado o abuso sexual. Em seguida, o delegado solicitou o mandando de prisão para os suspeitos e a juiz plantonista, Erivan de Oliveira Santana, expediu o documento.

Em depoimento à polícia, a menina contou que vinha sofrendo os abusos desde os nove anos e que a mãe sabia, mas não denunciava o crime porque o companheiro a ameaçava, dizendo que iria matar todos quando estivessem dormindo.

Conforme o delegado, há suspeita que a irmã da vítima, outra adolescente de 13 anos, também esteja sendo estuprada.

“Eu estava sem mulher e sentia desejo pelas minhas irmãs. Quando o papai chegava bêbado, estuprava as meninas e todo mudo via, a minha mãe sabia, mas não tinha coragem de denunciar. Isso acontece desde de 2013”, disse o suspeito de 23 anos.

A dupla foi autuada por estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis serão levados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital.

Por Mara Magalhães

Com informações de Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir