Dia a dia

Em Manaus, menina de 5 anos é estuprada por tio de criação; família está revoltada

O caso foi registrado na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) - foto: Diego Janatã

O caso foi registrado na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) – foto: Diego Janatã

Uma criança de apenas 5 anos foi estuprada, no início da noite dessa quarta-feira (7), pelo tio de criação, um ex-presidiário de 46 anos, que está foragido. O fato ocorreu por volta das 18h, na casa da mãe do suspeito, localizada na rua Coirama, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

A irmã da vítima, uma atendente de 22 anos contou ao EM TEMPO Online que, no fim da tarde de ontem, a criança estava brincando em frente à casa de sua avó, onde o suspeito estava, e em um determinado momento o homem chamou a menina para dentro do imóvel.

“Foi tudo muito rápido, quando ouvimos o grito dela saímos para ver o que estava acontecendo e vi ela saindo da casa da minha avó com as pernas sujas de sangue, fiquei desesperada. O meu pai e os vizinhos tentaram detê-lo, mas, infelizmente ele entrou em uma área de mata e conseguiu fugir”, disse a mulher.

Ainda de acordo com a atendente, o suspeito estava em Manaus há dois meses. Ele morava em São Sebastião do Uatumã (a 247 quilômetros da capital), onde também estava cumprindo pena por tentativa de homicídio, ocorrida em 2012, no município, e após conseguir a liberdade provisória veio para a capital.

“Ele é irmão de criação da minha mãe e veio para Manaus há dois meses para ficar na casa da minha avó, que mora em frente da nossa residência. Queremos justiça, esse mostro não pode ficar em pune, ele tem que ser preso. A minha irmã ficou toda machucada. Acreditamos que ele não está muito longe, pois deixou todos os documentos e roupas”, falou a atendente.

Conforme a irmã da vítima, a crianças foi levada ao Instituo Médico Legal (IML), onde passou por um exame de conjunção carnal que contatou o estupro. A menina também foi levada para o Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, na Zona Leste, mas foi transferida para a maternidade Moura Tapajós, onde recebeu atendimento médico e foi liberada.

A delegada Juliana Tuma, titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Criança e ao Adolescente (Depca), onde o caso foi registrado, informou através da assessoria, que o suspeito introduziu os dedos nas partes intimas da criança e que o mesmo segue foragido.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir