Sem categoria

Em Manaus, grávida de três meses anuncia bebê no OLX

No anúncio, a mulher descreveu que estava grávida de três meses e que não quer a criança, mas se houvesse algum casal interessado poderia entrar em contato com ela - fotos: divulgação e reprodução

No anúncio, a mulher descreveu que estava grávida de três meses e que não quer a criança, mas se houvesse algum casal interessado poderia entrar em contato com ela – fotos: divulgação e reprodução

Uma mulher, cuja identidade não foi revelada, moradora do bairro Vila da Prata, na Zona Oeste, anunciou no último sábado (11) à tarde, a doação de um bebê no site de compras e vendas OLX. No anúncio, a mulher descreveu que estava grávida de três meses e que não quer a criança, mas que se houvesse algum casal interessado poderia entrar em contato com ela.

“Estou grávida de 3 meses e não quero a criança, caso algum casal se interessar entre em contato comigo, casal que ainda não tenha filhos e que possa ficar comigo até eu ter a criança. Não estou pedindo nada apenas não quero a criança”, escreveu mulher no anúncio.

anuncio

 

De acordo com a delegada titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Juliana Tuma, até o momento, não há nenhum registro feito na delegacia sobre o caso, e se houvesse seria realizado um inquérito para a apurar.

Por meio de nota, a OLX lamentou o corrido e informou que, assim que identificou o anúncio indevido, removeu imediatamente de sua plataforma e que se está à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário. A nota enviada pela empresa também reforça que a OLX repudia esse tipo de conteúdo e que o caso mencionado viola os Termos e Condições de Uso da plataforma do site.

Ainda conforme a nota, o site disponibiliza um botão de denúncia em todos os anúncios, caso algum usuário verifique a existência de anúncios que apontem para práticas irregulares ou conteúdos indevidos, que o denunciem na própria plataforma ou entrem imediatamente em contato com a equipe de atendimento ao cliente da OLX, para que a empresa investigue o anúncio e tome as medidas necessárias.

Em dezembro do ano passado, um bebê recém-nascido, do sexo feminino, foi oferecido na OLX. Na ocasião, o caso foi investigado pela Polícia Civil e foi constatado que o anúncio do bebê foi feito por uma inimiga da mãe da criança, para prejudicá-la.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir