Economia

Em Manaus, desistência na compra de imóveis financiados chega a 15%

Em todo o país tem-se registrado altos índices de devoluções de imóveis- foto: divulgação

Em todo o país tem-se registrado altos índices de devoluções de imóveis- foto: divulgação

A crise financeira que assombra o país afeta também o setor imobiliário em Manaus. A exemplo de outras cidades, o mercado local tem registrado a devolução de imóveis financiados.

Motivos como o desemprego e o baixo poder de compra são os principais fatores que levam o consumidor a desistir de ter um imóvel.

De acordo com o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM), Romero reis, em Manaus, dos 232 imóveis que foram vendidos no mês de dezembro de 2015, 37 foram devolvidos para as empresas imobiliárias.

“O distrato deve ser tratado com peculiaridade, pois a média nacional é alta e tem um número que não é retratado no Amazonas, onde o índice de distrato é em torno de 15%”, disse Reis.

Segundo ele, todo consumidor que não se sente satisfeito com o produto tem o direito de devolvê-lo, seguindo as regras do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Fatores

Segundo o corretor de Imóveis Walter Machado, as principais causas para as devoluções são a perda de emprego, a renda comprometida com outros assuntos e o reajuste no valor do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC).

“Tem muita gente perdendo o emprego e, por este motivo, não conseguem o financiamento. As pessoas comprometem a renda e não conseguem financiar com os bancos. Muitas vezes o valor do imóvel teve a correção do INCC deixando-o um pouco mais caro”, disse o corretor.

Segundo ele, não há formas de driblar o distrato. “O cliente sempre vai preferir a devolução se ele não conseguir o financiamento ou ele pode optar por vender a transferência”, disse.

Segundo o corretor, é importante a instrução ao cliente para informar sobre o momento do financiamento.

Índice de devolução no país é de 41%

Levantamento feito pela agencia de classificação de riscos Fitch mostrou que, de cada cem imóveis vendidos, 41 foram devolvidos no ano passado, representando perdas para as empresas.

Segundo o levantamento, o motivo para tantas devoluções dos imóveis é a crise econômica instaurada no país, com o aumento das taxas de juros, a restrição de crédito e o aumento da taxa de desemprego.

Assim, compradores que haviam adquirido seu imóvel, no momento da entrega das chaves e liberação do financiamento acabam desistindo do negócio, seja porque não conseguem o financiamento bancário, ou porque o valor das parcelas não cabe no orçamento.

Apesar das devoluções, Romero Reis afirmou que 2016 é o melhor momento para a compra de um imóvel em Manaus. Segundo ele, a capital amazonense é uma das cidades com o metro quadrado mais barato, com o valor médio avaliado em R$ 4,4 mil. “Mesmo com a crise, o momento econômico é favorável ao consumidor, pois em praticamente todos bairros de Manaus há empreendimentos imobiliários. As incorporadoras e construtoras estão no momento de privilegiar a venda de seus estoques”, explicou Reis.

Por Asafe Augusto

1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: Em Manaus, desistência na compra de imóveis financiados chega a 15% | Imoveis SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir