Sem categoria

Em Manaus, adolescente confessa ter matado três pessoas; uma delas foi esquartejada

O menor foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais - Foto: Arquivo EM TEMPO

O menor foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais – Foto: Arquivo EM TEMPO

Apontado como autor do homicídio do aposentado Ivany Pinheiro de Oliveira, 62, ocorrido no dia 10 de março, no bairro Cidade de Deus, Zona Norte, um adolescente de 15 anos confessou, na tarde desta quinta-feira (17), a autoria do crime e de mais outros dois homicídios, após ser chamado para prestar depoimento no 27° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Entre os crimes está o esquartejamento de Ana Carolina Nascimento dos Santos, 18, em 1º de novembro do ano passado. O adolescente admitiu, ainda, o assassinato de um mototaxista, em fevereiro de 2015.

Conforme o titular do 27° DIP, delegado Márcio André, a investigação da morte do aposentado confirmou a autoria de dois adolescentes de 17 e 15 anos. Eles foram encontrados em suas residências, ambas no bairro Cidade de Deus, na tarde desta quinta. Ao prestar depoimento na sede da delegacia, eles confessaram participação no crime.

“Eles disseram que já tinham analisado a rotina da vítima e queriam apenas roubar a moto – CG Titan, cor vermelha e placa NOY 5657 – para efetuar assaltos e pagar uma dívida de drogas do adolescente de 17 anos. O menor de 15 anos nega ter esquartejado Ana Carolina, mas afirma que participou da ação. Para nossa surpresa, ele revelou que assassinou a tiros um mototaxista que apresentou perigo a ele, em fevereiro do ano passado”, explicou.

O titular disse ainda que o depoimento do adolescente foi detalhado. Ele informou que teria usado uma faca de pão para degolar a jovem. “Além de cortar a cabeça,  disse ter cortado os pés da jovem. Ele deu vários golpes de faca, onde ela agonizou e morreu. Um dia depois (2 de novembro), eles continuaram a consumir drogas e resolveram descartar o corpo. Eles tiveram uma frustração, que foi a prisão de Rodrigo na frente da casa onde eles estavam com o corpo e, por conta disso, o adolescente disse que deu a ideia de esquartejá-la para tirar a atenção de vizinhos”, informou.

À época do crime, o titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins, informou que os sete envolvidos na morte foram identificados. Três envolvidos foram capturados, sendo Franklin da Silva Conceição, 20, Rodrigo de Castro Sá, 18, e um adolescente de 17 anos. Ele disse ainda que a vítima era usuária de drogas e tinha sido atraída por Franklin a pedido de um adolescente, para uma casa onde eles consumiam entorpecentes. Na casa, após se negar a fazer sexo com o adolescente e outro homem, ela foi morta e esquartejada.

“Mesmo que eles acusem uns aos outros, por meio dos depoimentos, conseguimos ter as informações de que todos eles participaram do esquartejamento” afirmou à época. Dos suspeitos envolvidos, Gêneses da Silva Lopes, o “Capataz”, continua foragido.

O adolescente que confessou o crime foi encaminhado à DEHS para depor sobre o caso  de Ana Carolina, em seguida, poderá ser liberado. Já o adolescente de 17 anos foi liberado após o depoimento. As peças do processo deles serão repassadas à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

Por Thais Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir