Esportes

Em má fase, Herrera tenta encerrar jejum de gols

Herrera não pode nem ouvir falar deste apelido. Se irrita mesmo. Mas com as finalizações equivocadas recentes, tem sido inevitável não lembrar da referência de “quase gol”, obtida quando ainda jogava na Argentina.

Seu primeiro grande gol perdido no Vasco aconteceu na goleada sofrida para o Palmeiras por 4 a 1, em São Januário, quando chegou a driblar o goleiro e, com o gol praticamente aberto e já dentro da pequena área, conseguiu acertar o travessão.

Domingo (9), no Maracanã, contra o Joinville, a chance não foi tão clara. Herrera recebeu na altura da marca do pênalti e chutou fraco, facilitando a defesa de Agenor. O atacante recebeu vaias devido à falha no lance.

Em sua defesa, o argentino citou o polonês Lewandowski, atacante do Bayern de Munique, que também perdeu uma oportunidade clara diante do Real Madrid na final do torneio amistoso Audi Cup, mas acabou fazendo o gol que deu o título ao clube alemão.

“Isso aí acontece. Tem que estar tranquilo. Quando faço gol, não me sinto o melhor do mundo. E quando não faço, também não me sinto o pior. Ontem o atacante do Bayern também perdeu um gol incrível debaixo do gol. Isso é algo que acontece com atacante. O cara está no Bayern, é um grande jogador, e pode acontecer com qualquer um. O negocio é não se abater com isso e pensar na frente. Vou continuar trabalhando para o grupo. Sempre pensei dessa maneira, sempre fui um lutador para o meu time e vou continuar fazendo isso. O time sempre está na frente do pessoal”, destacou.

Técnico da equipe, Celso Roth saiu em defesa de Herrera, mas admitiu que o jogador possui dificuldades na finalização.

“Herrera é isso mesmo, todos conhecem sua história. Muita dedicação, sempre está agregando. Em alguns momentos tem dificuldade na finalização. Vem de realidade diferente do Campeonato Brasileiro, do mundo árabe. Tem jogadores que levam muito mais tempo para se adaptar. Ele já superou essa barreira na parte física, mas ainda está buscando na parte técnica. Expectativa é que ele melhore”, declarou.

Desde que chegou ao Vasco, Herrera disputou seis jogos e fez apenas um gol, diante do América-RN, na vitória por 3 a 1 pela Copa do Brasil.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir