Economia

Em época de crise, amazonenses buscam consórcio para compra da casa própria

Apesar dos juros mais baixos, quem compra imóvel por meio de uma carta de crédito de consórcio é quem não procura casa para uso imediato - foto; arquivo EM TEMPO

Apesar dos juros mais baixos, quem compra imóvel por meio de uma carta de crédito de consórcio é quem não procura casa para uso imediato – foto; arquivo EM TEMPO

Em época de inflação acima dos dois dígitos, as dificuldades para a compra da casa própria abrem espaço para o mercado de consórcio de imóveis. Enquanto os financiamentos imobiliários pela Caixa Econômica Federal alcançam uma taxa de juros de 11% ao ano – com uma taxa mensal superior a 0,8% ao mês -, os consórcios, segundo dados da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM), têm juros anual médio de 9%, ou seja, uma taxa mensal de 0,7% ao mês.

O presidente da Ademi-AM, Romero Reis, disse que, com a alta da inflação, as vendas de consórcios se tornaram viáveis para o mercado imobiliário, mas para investimentos de médio a longo prazo. Segundo ele, existem empresas que trabalham com esse modelo de negócios, contudo, o segmento não tomou uma proporção maior em termos de procura. “Essa categoria sempre existiu. Nos últimos tempos, com o aumento da inflação, ela se tronar viável para investidor de longo prazo, com os juros ficam mais baixos”, explica.

Para Reis, apesar dos juros mais baixos, quem compra imóvel por meio de uma carta de crédito de consórcio é quem não procura casa para uso imediato.

“Ele vai aderir ao imóvel por sorteio ou por meio de um lance. Para quem tem necessidade de moradia a médio a longo e prazo, no cenário de inflação mais alta, o consórcio é mais vantajoso. Mas, para quem precisa de forma imediata, o melhor caminho ainda é o financiamento”, aponta.

O modelo de negócio para investidores, segundo o presidente da Ademi-AM, não é o melhor caminho. Reis explica que uma poupança aplicada a 100% do Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), que renderia a ele 13%, ao ano, com a inflação atual, ele teria ganha real de 2%. “Melhor do que consórcio, quando ele tem uma sobra de dinheiro, o investidor faz uma poupança disciplinada. Todo mês, ao invés de pagar o consórcio, se ele aplica esse valor, terá mais poder de compra do que o investimento num consórcio”, afirma Reis.

Regras

Sobre as regras básicas de um consórcio de imóveis, o presidente da Ademi-AM explicou que cada banco ou empresa que tenha esse modelo de negócio tem seus próprios planos de vendas.

Num mercado em que neste ano de crise não se vê lançamentos de empreendimento imobiliários, Reis explicou que as empresas não estão fazendo porque o crédito para a produção dos imóveis está bastante restrito.

Modalidade pouco divulgada

A ideia de consórcio imobiliário agrada os corretores amazonenses. Segundo o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Amazonas (Creci-AM), Paulo Carvalho Mota, para esse modelo de negócio existe uma demanda em Manaus, mas falta maior divulgação. Para ele, se os bancos privados que trabalham com consórcio procurassem pelos corretores, eles garantiriam maior volume de negócios fechados, expansão de mercado, além de garantir ao corretor mais uma opção de venda ao cliente.

“Os próprios bancos poderiam procurar o Conselho para que os corretores passem a vender essa possibilidade como opção para o cliente. Falta investimento para divulgar. É uma oportunidade para o corretor ter mais uma possibilidade de ganho. Se os bancos, as empresas procurassem os corretores e as empresas, ocorreria uma expansão desse mercado. É mais uma opção para o cliente comprar”, avalia o presidente do Creci-AM.

Como desvantagem da carta do consórcio imobiliário, Mota apontou a demora para ser contemplado. “Para o mercado imobiliário, o consórcio nos auxilia na hora da venda. É uma fatia que nesse momento, é uma boa, porque os juros são menores”, opina.

Por Emerson Quaresma

1 Comment

1 Comment

  1. Ricardo Marques

    10 de abril de 2016 at 14:59

    Quando você pensa em adquirir um consorcio novo, ou seja, do inicio do plano, você terá que pagar todas as taxas que a Administradora cobra para administrar seu dinheiro (Taxa de administração, Fundo de Reserva e Seguro de vida). Comprando nossas cotas, o valor que irá pagar terá um desconto de 30, 40 e ate 50% dos valores já pagos, ou seja, economizando assim em seu custo final. ENTRE E CONFIRA NOSSAS COTAS !!! Compramos e vendemos consórcios contemplados ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir