Economia

Em encontro com gestores, Melo dá destaque à Matriz Econômica Ambiental

Segundo Melo, gestores e técnicos precisam entender a lógica do novo modelo econômico para que o Estado avance – Fotos: Joel Arthus/Secom

A nova Matriz Econômica Ambiental recebeu destaque do governador do Amazonas, José Melo, durante um encontro que reuniu gestores e técnicos do Sistema da Secretaria de Estado de Produção Rural e Sustentabilidade (Sepror), na manhã desta segunda-feira (17). As discussões sobre este novo modelo econômico implementado no Estado seguem até esta terça (18), com a participação de gerentes e técnicos do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) e, também, da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS).

“Nós estamos acostumados com as atividades econômicas de uma forma. Agora, elas serão apresentadas de uma outra forma. Nós vamos continuar ajudando no plantio, na colheita, mas também vamos contribuir para um modelo maior, que vai desde a mineração até a fruticultura, passando pela piscicultura”, afirmou o governador, enfatizando que os gestores e técnicos do setor primário precisam entender a lógica desse nosso modelo. “Portanto, nada mais importante do que nós conversarmos para falarmos a mesma linguagem”, completou.

A nova Matriz Econômica vem para diversificar a economia do Estado que, atualmente, é centralizada na Zona Franca de Manaus (ZFM). A nova Matriz propõe uma economia focada no desenvolvimento das potencialidades e riquezas locais com projetos voltados para a piscicultura, fruticultura, fármacos e cosméticos e mineração.

Melo segue as discussões com os representantes do setor nesta terça (18)

Capacitação

O secretário de Estado de Produção Rural, Hamilton Casara, explicou que o objetivo do encontro é capacitar os servidores do interior para a nova fase da Matriz implementada pelo Governo do Amazonas. De acordo com Casara, a vinda dos gestores e técnicos do Sistema Sepror do interior para a capital reforça o compromisso de integração entre as pastas que atuam em prol do setor primário no Estado e, ainda, do fortalecimento do setor frente a nova Matriz Econômica.

“Queremos falar muito da integração do sistema para que nós possamos, cada vez mais, atender o produtor rural e dar melhor resultado à sociedade amazonense. Acima de tudo, queremos também aprofundar as conversas sobre as parcerias que são feitas com o Sistema Sepror e o Governo do Estado para que possamos implementar as ações com maior eficiência”, afirmou.

Reestruturação do Sistema

A Nova Matriz Econômica também proporciona uma reestruturação dos órgãos que integram o Sistema Sepror. Uma das ações do encontro foi a definição dos papéis que cada instituição terá na implementação das ações da Matriz. “Definimos as metas, os papéis de cada secretaria vinculada e as ações prioritárias. Estamos construindo o plano de ação de cada pasta para alcançar os objetivos propostos pela matriz com o princípio do desenvolvimento local”, explicou Casara.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir