Esportes

Em duelo de famílias, Brasil vence o Canadá no vôlei

O Brasil não se deixou ser surpreendido como os EUA, atuais campeões da Liga Mundial, que perderam para o Canadá na estreia - foto: divulgação/CBV

O Brasil não se deixou ser surpreendido como os EUA, atuais campeões da Liga Mundial, que perderam para o Canadá na estreia – foto: divulgação/CBV

A família Rezende venceu a Hoag, nesta terça (9), no Maracanãzinho, na segunda rodada do torneio masculino de vôlei dos Jogos do Rio. Pais e filhos, os brasileiros Bernardinho e Bruninho bateram Glenn e Nicholas por 3 sets a 1 (parciais de 24/26, 25/18, 25/22 e 25/17). Claro, contando com ajuda fundamental de outras famílias.

Bernardinho e Glenn Hoag jogaram a Olimpíada de Los Angeles-1984, na qual o brasileiro saiu com a prata. Como treinadores, eles estão há mais de dez anos à frente das respectivas seleções: o canadense desde 2006 e o brasileiro a partir de 2001.

Sob o comando dos pais, Bruninho, 30, é capitão e levantador da equipe, enquanto Nicholas, 23, é ponteiro e caçula da seleção que volta aos Jogos depois de 24 anos.

A vitória do Brasil nesta segunda rodada do torneio olímpico, assim como na estreia para o México, começou com derrota no set inicial. No início do jogo, o Canadá ganhou 11 pontos de presente em erros dos donos da casa. Desatenção semelhante à do último domingo (7).

Como no confronto contra a fraca equipe mexicana, a virada veio da maneira esperada. Estes dois primeiros jogos eram os mais tranquilos da chave, em teoria. Na sequência, o Brasil encara EUA (na quinta-feira), Itália (sábado) e França (segunda).

O jogo desta terça, porém, foi mais nervoso e equilibrado desde o início, com um festival de pedidos de desafio (em que a jogada é revista em vídeo pelos árbitros).

No fim, o Brasil não se deixou ser surpreendido como os EUA, atuais campeões da Liga Mundial, que perderam para o Canadá na estreia.

Folhapress

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir