Esportes

Em desvantagem, Fast enfrenta o Águia de Marabá nesta quarta

Jovem elenco do Fast busca surpreender o elenco experiente do Águia, em Marabá – foto: Diego Jantã

Jovem elenco do Fast busca surpreender o elenco experiente do Águia, em Marabá – foto: Diego Jantã

Após perder por 1 a 0 em plena Arena da Amazônia Vivaldo Lima, a equipe do Fast enfrenta na noite desta quarta-feira o Águia, no estádio Zinho de Oliveira, em Marabá (PA). A missão dos meninos comandados pelo técnico Darlan Borges não é das mais fáceis. O time manauense precisa vencer por dois gols de diferença para avançar na Copa Verde. Caso sofra algum tento, basta triunfar por uma vantagem de uma bola na rede. A bola vai rolar às 19h30, horário de Manaus.

Para o confronto de logo mais, Darlan não poderá contar com o principal jogador fastiano, o atacante Jack Chan. Diferente do que foi ventilado nas redes sociais, o atleta não se ausentou do clube sem motivo. Segundo informações do diretor das categorias de base do Fast, Thiago Durante, o atleta recebeu a triste notícia do falecimento do seu pai e viajou para Boa Vista (RR). O dirigente ainda completou afirmando que a ausência foi autorizada e o clube deu todo suporte financeiro para o deslocamento do jogador.

Desta forma, quem deve ganhar uma vaga no time titular é o atacante Lucas Peteca, que atuou pelo Rio Negro na última edição do Campeonato Amazonense. Outra mudança que pode acontecer é a entrada do polivalente Pelezinho no meio-campo do Rolo Compressor.

Força máxima
Pelo lado do azulão de Marabá, o técnico João Galvão pretende repetir a mesma equipe que venceu o duelo de ida em Manaus. Camisa 10 do time paraense, o meia Flamel, espera mais um confronto complicado, principalmente se levar em consideração que o time do Fast é formado por garotos que jogarão sem a responsabilidade de passar de fase na Copa Verde.

“A equipe do Fast é nova. Eles deram trabalho jogando em casa. Geralmente, a equipe mandante busca logo o jogo, mas fomos felizes em fazer o gol logo no começo da partida e isso deu tranquilidade. Aqui não será diferente. Eles vêm para o tudo ou nada. É uma equipe de garotos que não tem muita responsabilidade”, disse Flamel, ao completar afirmando que o segredo para a vitória será jogar com a bola no pé, tentando envolver o time adversário.

“Temos que ser experientes e precisamos colocar a bola no chão. Vai ser difícil a partida, mas estamos mostrando no Paraense e na Copa Verde que somos um time maduro e que sabe aproveitar as oportunidades. Espero conseguir essa classificação, mas antes temos que fazer dentro de campo nossa parte. Temos que mostrar a nossa experiência diante de uma equipe formada por garotos. Temos condições de sair classificados”, finalizou o meia.

Por Thiago Fernando

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir