Esportes

Em crise de medalhas, Cuba está em todas as finais do boxe e ameaça Brasil

A crise de medalhas que vive Cuba neste Pan Americano não atingiu seu esporte mais popular. O país está presente em todas as dez finais de boxe masculino dos Jogos de Toronto. É a primeira vez que boxeadores da ilha atingem essa marca. Cada país tem apenas um atleta por categoria. Cuba domina o esporte no Pan desde Winnipeg-67.

O boxe é uma das apostas para compensar o mau desempenho em outras modalidades e tentar tomar o terceiro lugar do Brasil no quadro de medalhas. Isso não significa que os atletas do esporte mais popular da ilha não enfrentem também dificuldades.

“Agora começa uma abertura com os Estados Unidos. Mas ainda estamos sob bloqueio [econômico]. Isso dificulta o desenvolvimento do esporte. Construção de ginásios, materiais de trabalho. O Estado faz um esforço muito grande para manter o esporte cubano. Mas tem que lidar com muitos programas de saúde, educação, construções…”, disse o técnico da seleção cubana de boxe, Rolando Acebal.

Apesar da marca positiva, Cuba precisa confirmar o favoritismo para manter o desempenho de Guadalajara-11, quando conquistou oito ouros. No último Pan, o país ficou fora de apenas uma final.

“O sucesso é produto de um trabalho que vem da base, bem organizado. Temos bons técnicos que ensinam os atletas desde cedo”, disse Acebal.

Dois brasileiros caíram no caminho dos cubanos. O baiano Carlos Rocha, categoria até 56 kg, foi eliminado por Andy Cruz nas quartas-de-finais por 3 a 0. Joedison Teixeira (até 64 kg) perdeu nas semifinais para Yasnier Toledo, e saiu com o bronze. Outro brasileiro que ficou chegou ao pódio no terceiro lugar foi o paraense Rafael Lima, na categoria acima de 91kg.

Feminino

Cuba não tem atletas no boxe feminino, que tem três categorias nesse Pan. As mulheres não fazem parte do programa do governo para o esporte.

A mudança deve estar próxima, sob exigência a ser criada pela Série Mundial de Boxe, da qual a ilha faz parte desde 2013.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir