Dia a dia

Em Coari, gari é preso por estuprar adolescente de 12 anos dentro de colégio em construção

O gari foi atuado por estupro de vulnerável e ficará na carceragem da delegacia do município - foto: divulgação

O gari foi atuado por estupro de vulnerável e ficará na carceragem da delegacia do município – foto: divulgação

O gari Rajan Cleves Monteiro dos Santos, 19, foi preso na noite desse domingo (22), por volta das 20h, suspeito de estuprar uma menina de 12 anos no município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus).

Rajan foi preso em cumprimento a mandado expedido no dia 29 de abril, pela comarca de Coari, no bairro União, daquele município. O fato ocorreu no dia 28 de abril desde ano, em um colégio que estava em construção, na avenida Ceará, bairro Urucu.

De acordo com o delegado titular do Distrito Interativo de Polícia (DIP) de Coari, Mauro Duarte, no dia do fato, a menina estava caminhando em via pública, quando o suspeito a abordou por atrás e encostou uma faca nas costas da menina, obrigando-a a entrar na construção, onde a estuprou.

Em depoimento, a adolescente relatou que, além de ser estuprada, o suspeito a agrediu com vários tapas. Após praticar o ato sexual, o homem a ameaçou de morte, caso ela contasse sobre o fato para alguém.

Na delegacia, o suspeito, que trabalha na secretaria municipal de obras do município, confessou que estuprou a garota, mas disse que não usou arma nenhuma para obrigá-la e ainda que não lembrava se havia agredido a menina durante o estupro.

O gari foi atuado por estupro de vulnerável e ficará na carceragem da delegacia do município à disposição da Justiça.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir