Política

Em ‘carta aberta’, Melo rebate críticas de Graziotin e alfineta Braga

Na carta, Melo destacou que seu governo já apreendeu mais de 21 toneladas de drogas em apenas dois anos de gestão – fotos: Arquivo Em Tempo

O governador do Amazonas, José Melo (Pros), divulgou, nesta quarta-feira (11), uma carta aberta à senadora, Vanessa Graziotin (PCdoB), em resposta aos ataques da parlamentar contra a sua gestão. As afirmações foram publicadas hoje em um artigo da Folha de São Paulo, intitulado “Pavoroso, sim! Acidente, não”, onde a comunista, que é colunista no veículo de comunicação, dá opinião sobre a situação prisional do Estado.

Na carta, Melo diz que sempre respeitou Vanessa. No entanto, o governador destaca que o que está escrito na matéria é, no mínimo, irresponsável com ele. Melo destacou ainda que o principal aliado dela, o senador Eduardo Braga (PMDB), natural do Pará, recebeu no Amazonas a sua educação, formação e todos os mandatos políticos, porém, não ajudou o Estado nos últimos anos.

“Oportunista, com toda a certeza, mas você não está só. Temos outros oportunistas também com mandato, que pouco ou quase nada fizeram pelo Amazonas nos últimos dois anos”, afirmou José Melo, que ressaltou que era dever de Braga com o povo.

No entanto, o governador ressalta que, ao contrário, Braga macha o Estado “com propinas e, por isso, segundo matérias públicas em jornais, blogs e etc, é citado em delações premiadas da Operação Lava-Jato como tendo recebido, ilicitamente, dinheiro de empreiteiras”.

Ainda na carta, José Melo faz comparação que, na mesma Folha de São Paulo, na edição desta quarta-feira, na coluna ‘Painel’, a senadora é citada. Publicação essa, que de acordo com o governador, diz que Vanessa “é citada como tendo recebido doação, em 2012, quando era candidata à Prefeitura de Manaus, de empresa ligada à terceirização (a matéria refere R$ 1,4 milhão)”, destacou o governador reafirmando que ainda assim não considera a senadora desonesta.

Sobre a senadora achar que as mortes ocorridas no sistema penitenciário do Amazonas têm a ver com terceirização, José Melo classifica que é, no mínimo, falta de conhecimento acerca das verdadeiras causas, que transformaram as penitenciárias brasileiras em um barril de pólvora.

José Melo salientou que a crise está relacionada ao tráfico de drogas e a disputa por poder dentro dos presídios que decorre desse abominável comércio. Para o governador, “o tráfico e a distribuição de drogas nas fronteiras do Amazonas causam a luta sangrenta pelo poder dentro das penitenciárias e a morte diária nas ruas do Brasil, com traficante matando traficante, pelo poder de distribuir e vender drogas nos centros urbanos”.

Em relação as regiões de fronteiras do Estado, o governador compara a produção de entorpecentes em países como o Peru, Colômbia, Bolívia, Equador e Paraguaia que, juntos, produzem mais de 90% de toda a cocaína consumida no mundo.

O gestor estadual afirmou, em trecho da carta, que desconhece qualquer pronunciamento de Vanessa sobre o caso. Ele esclareceu que, quando assumiu o cargo de governador, herdou o sistema de terceirização nos presídios que começou na gestão do então governador na época, Eduardo Braga, que hoje é aliado da comunista.

Por fim, José Melo destaca que nunca teve envolvimento com o tráfico e que a senadora “está sendo leviana”. Ele compara os trabalhos de combate ao tráfico realizado pelo atual governo. “Em apenas dois anos apreendemos vinte e uma toneladas de drogas, mais do que nos últimos vinte anos. Inclusive, mais do que os eu aliado político, Eduardo Braga, conseguiu em oito anos”.

O governador do Amazonas conclui o pronunciamento deixando uma orientação a senadora Vanessa Graziotin. “Deixe de ser oportunista e de fazer ‘ficela’. Abrace a tese de impedir a entrada de drogas e armas no Brasil. O seu mandado de senadora lhe dá muito poder; use-o pelo bem do país e pela proteção das nossas famílias e da nossa juventude”.

Isac Sharlon
EM TEMPO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top