Política

Em Brasília, Melo busca recursos para o Prosamim

Melo discutiu  liberação de saldo de recursos para áreas onde o programa já atuou, mas que precisam ser reparadas – Divulgação

A liberação de recursos do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) para a recomposição de áreas afetadas pelas chuvas e uma articulação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a criação de uma linha de financiamento para empresários foram temas de reunião entre o governador José Melo e representantes da instituição internacional. O encontro aconteceu nesta terça-feira (17), em Brasília.

José Melo fez um convite formal para que a diretoria do BID venha a Manaus, nos próximos dias, ocasião em que se reunirá com setores empresariais e com representantes do governo para discutir o apoio do banco ao projeto, por meio da liberação de linha de crédito. Em contrapartida, o governo do Estado está investindo em infraestrutura e no fomento a atividades econômicas que possam trazer desenvolvimento ao interior.

“Nosso governo está investindo na recuperação de estradas e vicinais e incentivando a implantação de viveiros para a criação de peixe em cativeiro, ao mesmo em tempo que busca parcerias para fomentar as atividades ligadas à matriz econômica”, disse o governador, que também articula, em Brasília, a liberação de um empréstimo de R$ 300 milhões junto ao Banco do Brasil, recursos estes que serão usados, principalmente, em infraestrutura e no fomento ao projeto da Matriz Econômica.

Entre as apostas do governo estão a piscicultura e a fruticultura, mas a ideia é aproveitar, ao máximo, o potencial natural do Estado e estimular a geração de emprego e renda nos municípios, com vistas ao desenvolvimento sustentável.
A previsão é de que a reunião entre o BID e os empresários aconteça em um período máximo de dez dias, em Manaus.

Igarapés

Ainda na pauta, o governador discutiu sobre a liberação de saldo de recursos do Prosamim para áreas onde o programa já atuou, mas que precisam ser reparadas, por conta da chuva. O acúmulo de lixo e o grande volume de água provocaram estragos, como alagações, assoreamento e desvio do leito dos igarapés.

No último fim de semana, o governador visitou as áreas afetadas, entre elas a região do igarapé do 40, entre as avenidas General Rodrigo Otávio e Silves, e uma outra entre os residenciais Cachoeirinha e Liberdade, ambos na Zona Sul, para as quais já autorizou o início de obras emergenciais, visando à desobstrução dos igarapés, contenção de desbarrancamento, retificação dos canais, recomposição dos taludes e reconstrução de ponte de madeira usada pelos moradores da área.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir