Dia a dia

Em Boca do Acre, homem é preso após matar padrasto a pauladas

O homem foi detido em uma ação conjunta entre a Policiais Civis e Militares - foto: divulgação

O homem foi detido em uma ação conjunta entre a Policiais Civis e Militares – foto: divulgação

Ronês Santos Almeida, 24, foi preso na noite deste domingo (7), suspeito de ter matado o próprio padrasto, o pescador Carlos do Nascimento Almeida, 49. O crime ocorreu por volta das 19h de ontem, na Comunidade Fortaleza, em Boca do Acre (a 1.028 quilômetros de Manaus).O homem foi detido em uma ação conjunta entre a Policiais Civis e Militares.

De acordo com testemunhas, o suspeito, ao chegar na casa onde morava, teria presenciado uma discussão entre a mãe dele e o padrasto. Na ocasião, Carlos teria começado a agredir fisicamente a mãe de Ronês, o que teria motivado o jovem a cometer o crime.

“Após presenciar as agressões Ronês teria buscado uma perna-maca e atingido a vítima na cabeça. O pescador então caiu no chão e foi agredido no rosto por mais dos golpes desferidos pelo jovem. Carlos foi a óbito no local. Em seguida fomos acionados e iniciamos as buscas por Ronês. A ação contou com o reforço de policiais militares que atuam em Boca do Acre”, explicou um servidor da Polícia Civil que participou das diligências.

Segundo a equipe da 61ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), o jovem foi interceptado pelos policiais duas horas depois do homicídio, em um imóvel localizado no bairro Leopoldina, em Boca do Acre. Conduzido à delegacia, Ronês confessou, em depoimento, a autoria do delito. Ele argumentou que estava cansado de ver a mãe apanhar do padrasto e sempre que o pescador consumia bebidas alcoólicas chegava em casa e agredia a companheira.

Ronês foi autuado em flagrante por homicídio qualificado. Após os procedimentos cabíveis na 61ª DIP ele seguirá preso na carceragem da delegacia, que funciona como unidade prisional em Boca do Acre.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir