Política

Em audiência, senadores do Amazonas e Rondônia defendem BR-319

 Senadores criticaram medida do Ibama e cobraram que o embargo seja retirado para que obras continuem na rodovia-foto: divulgação/Pedro França


Senadores criticaram medida do Ibama e cobraram que o embargo seja retirado para que obras continuem na rodovia-foto: divulgação/Pedro França

O embargo do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) às obras de pavimentação em trechos mais críticos da BR-319 (Manaus-Porto Velho) realizados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit-AM), no início do mês, gerou duras reações de senadores do Amazonas e de Rondônia e um acalorado debate na Comissão de Serviço e Infraestrutura do Senado, que promoveu ontem uma audiência pública com representantes do Ibama e Dnit para tratar do assunto.

A iniciativa gerou resultados positivos. Ainda ontem, após a reunião, o Dnit oficializou um pedido de levantamento de embargo junto ao Ibama em favor das obras realizadas na rodovia. Com isso, a revitalização do local voltaria a acontecer e a estrada poderia ser utilizada na escoação de produtos do Estado.

Desde o começo do mês, as obras que acontecem entre os quilômetros 250 e 655 da BR-319, conhecidos como “trecho do meio”, foram embargadas pelo órgão ambiental após graves denúncias alegando que a vida selvagem na área estava sendo afetada. Com a ordem, o Dnit paralisou as atividades no local, atrasando o processo de revitalização da área.

Durante a audiência pública no Senado, representantes do Dnit e senadores da região pediram o levantamento do embargo urgentemente, alegando que nenhuma nova obra estava sendo feita no local, apenas uma “manutenção” no percurso que estava desgastado.

Na opinião dos senadores, a recomendação de paralisação seria ideológica porque as obras em andamento não representam risco de desmatamento, como argumenta o órgão ambiental.

O diretor de Licenciamento Ambiental do Ibama, Thomaz de Toledo, se comprometeu a analisar rapidamente o pedido de suspensão da paralisação.
Autor do requerimento para a realização da audiência, o senador Acir Gurgacz, do PDT-RO, argumentou que a falta de comunicação rodoviária dificulta a conexão de Rondônia com o Amazonas e o resto do Brasil, impedindo a oferta, por exemplo, de produtos hortifrutigranjeiros para Manaus.

“Acaba sendo mais fácil trazer esses produtos de São Paulo, o que é um absurdo. Vamos levar o desenvolvimento com a preservação e não há nada de errado em reabrir a BR para conservar. É para a sustentabilidade, não para desmatamento ao longo da rodovia. É a ligação de Rondônia e Amazonas com o resto da população brasileira”, disse o senador.

O senador Omar Aziz (PSD) disse existir um “descompromisso” do governo federal com a população do Norte porque não busca retirá-la do isolamento. O ex-governador do Amazonas avalia como incompreensível que locais como Boa Vista (RR) tenham mais relacionamento com outros países, como a Venezuela, do que com o resto do país. Em sua opinião, falta ao Ibama espírito público e nacional.

“Preferem ter uma notícia em um blog dizendo que são preservacionistas e não têm compromisso público com o Estado, com a população”, criticou Omar.

Durante a audiência pública, o senador de Rondônia Ivo Cassol (PP) utilizou o caderno especial publicado pelo EM TEMPO na edição do último domingo sobre a BR-319, quando bravamente salientou a importância do desembargue da estrada. O parlamentou fez referência ao material produzido pelo jornalista Emerson Quaresma e fotógrafo Diego Janatã, citando as dificuldades para concluir o trajeto que liga os dois Estados.

Comitiva vai viajar pela rodovia

Na próxima terça-feira, uma diligência formada por senadores e representantes das indústrias do Amazonas e Rondônia sairá de Porto Velho rumo a Manaus pela BR-319 para fiscalizar e ver a real situação da estrada. Contando com a presença dos três representantes de Rondônia no Senado, Acir Gurgacz, Ivo Cassol e Valdir Raupp (PMDB), e da senadora pelo Amazonas, Vanessa Grazziottin (PCdoB), a comitiva quer vivenciar as dificuldades de quem depende da estrada para se locomover e transportar sua produção.

Os senadores Omar Aziz (PSD) e Sandra Braga (PMDB) ainda não confirmaram presença no evento. Segundo informações repassadas pela assessoria do senador Acir Gurgacz, Omar se comprometeu de encontrar a comitiva no município do Careiro Castanho.

Por Thiago Fernando e assessorias

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir