Sem categoria

Eleitores de Manaus tiveram que fazer revisão do cadastro biométrico

Diversos eleitores de Manaus que já realizaram o cadastramento biométrico foram pegos de surpresa com uma notificação do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), por meio de carta enviada à residência, que compareçam ao endereço citado na notificação (que varia de acordo com a zona da região) para uma revisão do cadastro biométrico.

Se0gundo o secretario do setor de Tecnologia da Informação (TI), Messias Andrade, a revisão no cadastramento biométrico destes eleitores em questão, ocorreu devido a uma mudança na resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que visa o rezoneamento dos eleitores. “De fato estamos notificando os eleitores que se cadastraram nos meses de novembro de 2014 a janeiro deste ano. Tivemos uma mudança na resolução por conta do rezoamento, que vai distribuir de forma igualitária o eleitor em suas respectivas zonas e seções, e por isso houve essa revisão”, explicou.

A dentista Monalisa Pessoa, 25, foi uma das pessoas que recebeu a carta em sua residência, que a notificava para comparecer a sede do TRE-AM, para realizar uma revisão em seu cadastro biométrico. Ela conta, entretanto, que ao chegar ao local indicado teve de fazer todo o processo novamente. “Eles notificam as pessoas em cima da hora, não dão prazo para a gente saber se nesse dia vai estar disponível ou não. Eu recebi a carta à noite dizendo que eu deveria estar na sede do órgão na manhã do dia seguinte, e eu nem estava em Manaus. Foi um verdadeiro transtorno”, comentou.

Messias explicou que a resolução do TSE pede que esse rezoneamento seja feito para um local de fácil acesso ao eleitor e que seja próximo a sua residência. Segundo ele, a revisão não atrapalha o cadastramento dos eleitores agendados e não causa transtorno a quem for notificado, uma vez que a pessoa pode chegar a qualquer zona onde esteja ocorrendo atendimento do órgão e realizar o procedimento, sem que seja necessário agendamento.

“A gente está fazendo esse trabalho em parceria com as unidades descentralizadas, onde temos um programa que aponta através de um mapa, a melhor zona para o eleitor votar e que seja mais próximo a sua residência. O eleitor não vai passar por nenhum transtorno para fazer essa correção, porque ele pode chegar a uma das nossas unidades e fazer a correção sem agendamento prévio”, disse.

O secretario disse ainda, que até o momento, foram cadastrados no sistema biométrico 166 mil eleitores, faltando ainda um milhão e cem. A meta é que até janeiro de 2016 todos os eleitores da capital estejam cadastrados. Ele ressaltou ainda, que pelo menos 40% das pessoas que agenda atendimento pela internet não comparecem no dia combinado. “Eu vejo muitos eleitores reclamando na mídia que não tem vaga para se cadastrar, mas o que ocorre é que as pessoas que agendam, não cumprem com o compromisso de vir e isso atrapalha o andamento do nosso trabalho, uma vez que poderíamos ter atendido outro eleitor que de fato quer comparecer para realizar o cadastramento biométrico”, criticou.

Há diversos postos de atendimento para que o eleitor possa fazer seu cadastramento biométrico. Antes de fazer o procedimento, no entanto, é necessário fazer o agendamento por meio do site do TRE (www.tre-am.jus.br). Basta clicar em “agendamento”, link localizado no menu à esquerda na página principal do site.

Por Michelle Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir