Sem categoria

Eleição para 45 vagas de conselheiro tutelar acontece neste domingo

Cerca de 3 mil servidores irão trabalhar nas eleições para conselheiro tutelar neste domingo – foto: divulgação

Cerca de 3 mil servidores irão trabalhar nas eleições para conselheiro tutelar neste domingo – foto: divulgação

Após a anulação do primeiro pleito no mês passado, as eleições para conselheiros tutelares de Manaus serão realizadas neste domingo (22). Os 165 candidatos concorrem a 45 vagas para conselheiro titular e outras 45 vagas para suplente. A votação será realizada em 143 escolas, com um total de 375 urnas, que foram lacradas na manhã de ontem, espalhadas em todas as zonas da cidade, incluindo a zona rural rodoviária e ribeirinha.

Uma das principais preocupações para esta eleição foi a logística de alimentação. Seis cozinhas comunitárias, dois restaurantes populares e mais as cozinhas de duas escolas da Zona Norte estão sendo utilizadas para dar suporte.

“Estamos empenhados em atender a determinação do prefeito Arthur Neto para que esta eleição seja impecável. Tudo está sendo estudado minuciosamente para garantir uma eleição segura e transparente para os candidatos e os eleitores. Principalmente nas últimas semanas, todos os nossos esforços foram concentrados em organizar e planejar todos os detalhes”, afirmou a secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), Goreth Garcia Ribeiro.

A votação segue por todo o dia de hoje até as 17h. Após o encerramento do pleito, as urnas serão recolhidas e escoltadas pela Polícia Militar (PM) e pela Guarda Municipal até a Arena Amadeu Teixeira, onde ficarão guardadas. A apuração será realizada na amanhã (23).

As escolas de votação receberam faixas de identificação e banners com informações sobre as unidades de ensino que foram agregadas, de forma a manter o eleitor informado sobre o local correto. Um disque eleição (0800 092 6644) também foi disponibilizado para tirar dúvidas de eleitores sobre os pontos de votação.

Outra preocupação dos organizadores do pleito foi em estabelecer uma data de corte para os eleitores que fizeram o cadastramento biométrico junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Foi definido o dia 30 de outubro como parâmetro, ou seja, eleitores que fizeram o cadastramento até a determinada data deverão se dirigir ao novo local de votação. Quem não fez o cadastramento ou fez a partir desta data, deverá votar na mesma escola que votou nas eleições de 2014.

Cadernos de votação
De acordo com a presidente do CMDCA, Gecilda Albano, diferente do que aconteceu na eleição do dia 4 de outubro, que foi cancelada após denúncia de eleitores que não conseguiram votar por não ter o nome na relação, os 548 cadernos eleitorais foram organizados por escolas e em ordem alfabética, o que vai facilitar a identificação.

“Passamos a semana toda trabalhando nestes cadernos, folha a folha. Todas as secretarias e o conselho estão integrados para proporcionar uma infraestrutura adequada para este pleito. Mais de 3 mil pessoas estão envolvidas neste trabalho. Todo o material que será utilizado nos locais de votação está pronto”, esclareceu Gecilda.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir