barra portal

Classificados

emprego botao
imoveis botao
Classitempo anuncie grátis

Sul-América leva chocolate do Leão na Vila Municipal

Jogadores do Nacional comemoram goleada sobre o Sul-América – foto: Diego Janatã

Os times locais têm menos de 15 dias para o início do Campeonato Amazonense e alguns ainda estão no processo de formação do grupo que entrará em campo durante a competição. E foi diante dessa “arriscada” situação que o Sul-América participou ontem de jogo amistoso contra o Nacional, no Centro de Treinamento Barbosa Filho.

 

Com apenas 40% do plantel, o Sulão — que apresentou os jogadores na semana passada—, não criou muito e levou para casa um chocolate do Leão da Vila Municipal. Com gols de Chapinha e Fabiano, o time da casa aplicou quatro contra os visitantes.

Apesar de o resultado não ser favorável, o técnico do Sul-América, José Tavares, atribuiu o mau desempenho ao de fato de estar conhecendo o grupo agora e de que a formação não estar completa. “Temos praticamente duas semanas de treinamento e apenas 40% dos jogadores que formarão o plantel estão presentes. Ainda falta trabalhar o físico desses meninos e mais jogadores se apresentarem”, justificou.

Nos próximo dias, o Sulão receberá mais dois reforços:  um meia que jogou na segunda divisão do Tavares no Rio de Janeiro; e um cabeça de área paraense. Na próxima semana, é a vez do goleiro “Manga”, conhecido no futebol da região Centro-Oeste.

“Ainda faltam reforços. Hoje (ontem) o time não teve pegada, sem toque de bola, esse não é o tipo de jogo que aposto. Estou satisfeito com o teste, mas vale lembrar que no Amazonense é outra coisa, vocês verão outro time”, garantiu. 

Trabalhando desde setembro de 2013, o amistoso serviu para o Nacional confirmar o discurso do técnico Francisco Diá: a equipe da Vila Municipal está no caminho certo. “O amistoso serve justamente para que os jogadores soltem a musculatura. Nele a gente também pode avaliar todos, tanto é que as trocas foram constantes. Até a estreia a equipe estará pronta. Estamos no caminho certo”, comentou Diá,  que apostou novamente no esquema tático 3-5-2, embora não assuma que jogará sempre com ele.

Fogos de artifício

Com direito a torcida e fogos de artifício a cada gol marcado, o Nacional goleou o Sul-América na tarde de ontem, no CT Barbosa Filho. Chapinha marcou dois e Fabiano também balançou por duas vezes as redes. O Leão ainda desperdiçou um quinto gol quando Jeferson Recife perdeu uma cobrança de pênalti, após Ribinha sofrer uma falta na área.

O Sul-América começou mais veloz, mas perdeu o ritmo antes mesmo de Chapinha abrir o marcador aos 16 minutos. O meia, que coincidentemente também estava com a camisa 16, recebeu um passe de Leonardo dois minutos depois e marcou mais um. Após os tentos, o Naça passou a dominar o jogo e o Sulão recuado, não passava sequer da linha central.

Nem completou um minuto de jogo do segundo período e Fabiano apareceu para marcar o seu na partida. Sob o comando de Diá, os jogadores mostraram bastante entrosamento e não demorou para que saísse mais um gol. Aos 30 minutos, Fabinho cruzou pela esquerda, Fabiano dominou e eliminou as chances do Sul-América na partida que terminou com o placar de 4 a 0.

 

Pesquisar no site

Rádio EM TEMPO

Videorreportagem Agora

Entrevistas

Facebook

Charge do dia

charge-do-dia-16-de-abril-de-2014

publicidade

julio sumiu
DMC Firewall is a Joomla Security extension!