barra portal

Classificados

emprego botao
imoveis botao
Classitempo anuncie grátis

Segurança que matou sindicalista em 2010 começa a ser julgado

O julgamento acontece no Fórum Ministro Henoch Reis – foto: divulgação
 
Começou na manhã desta quinta-feira (19), no Fórum Ministro Henoch Reis, Zona Centro-Sul, o julgamento do segurança Ernani Puga Neto, acusado de ter assassinado, em 2010, Augusto Lima Cruz, 48, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas.

O sindicalista foi morto no dia 1º de outubro de 2010 em frente à fábrica da Sony, localizada no Distrito Industrial de Manaus, Zona Sul, com dois tiros no peito.

Segundo Sidney Silva Oliveira, diretor executivo do Sindicato dos Metalúrgicos, e testemunhas do caso, no dia do crime, ele e Augusto foram à fábrica para verificar denúncias dos funcionários, quando foram impedidos de entrar na empresa por seguranças armados.

Augusto teria ido reclamar com o segurança sobre o fato de ele estar armado, o que é proibido por convenção, e começou uma discussão. Pouco tempo depois, foi atingido com dois tiros no peito. O autor dos disparos fugiu do local.

Pesquisar no site

Rádio EM TEMPO

Videorreportagem Agora

Entrevistas

Our website is protected by DMC Firewall!