barra portal

Classificados

emprego botao
imoveis botao
Classitempo anuncie grátis

TST determina que Correios não descontem vale-alimentação ou salários da categoria

No Amazonas, 150 trabalhadores continuam de braços cruzados

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) proibiu, na última sexta-feira (15), a Empresa dos Correios e Telégrafos (ECT) de cortar o vale-alimentação ou realizar qualquer desconto nos salários dos trabalhadores, enquanto estiverem em greve. A pena é de R$ 50 mil por dia, caso haja descumprimento.

Por meio de nota, a Federação dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos (Fentect) informou que o resultado representa mais uma vitória para a categoria e, que a decisão prova que os trabalhadores estão no caminho certo, seguindo firme com a mobilização que cresce a cada dia. No Amazonas, 150 trabalhadores continuam de braços cruzados.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos no Amazonas (Sintect-AM), Carlos Clei, a empresa chegou a não depositar o ticket no dia 13 deste mês. Com isso, a Fentect ingressou, na quinta-feira (14), um dia antes da decisão, com um pedido de liminar contra os rebates no vale-alimentação que a ECT, de forma imperiosa, realizou contra os funcionários grevistas.

“Fomos ameaçados de que o benefício não seria depositado e, foi o que aconteceu. A empresa quis causar terrorismo contra os trabalhadores, por isso, levamos o conhecimento ao tribunal, onde ganhamos mais um causa”, explicou Clei ao informar que a greve continua por tempo indeterminado.

Pesquisar no site

Rádio EM TEMPO

Videorreportagem Agora

Entrevistas

Facebook

Charge do dia

charge-do-dia-16-de-abril-de-2014

publicidade

julio sumiu
DMC Firewall is a Joomla Security extension!