Mundo

Edifício do aeroporto de Bruxelas está estável, diz análise

Em comunicado, o aeroporto de Bruxelas indicou neste domingo (26) que a análise foi feita por engenheiros - foto: divulgação

Em comunicado, o aeroporto de Bruxelas indicou neste domingo (26) que a análise foi feita por engenheiros – foto: divulgação

O edifício principal e o outro prédio onde fica a infraestrutura, onde são controlados passageiros, no aeroporto de Bruxelas, “estão estáveis”, segundo a primeira análise efetuada depois dos estragos da última terça-feira, quando houve ataques terroristas.

Em comunicado, o aeroporto de Bruxelas indicou hoje (26) que a análise foi feita por engenheiros, técnicos e especialistas externos independentes, depois de as autoridades policiais terem concluído as investigações.

“Esta primeira análise mostra que ambos os edifícios, o principal e o Connector – onde são verificados passageiros e bagagem – estão estáveis”, diz a informação, que também prevê o estudo de possibilidades para instalar balcões temporários de check-in.

Segundo a mesma nota, a localização ideal terá de ser identificada, e a organização prática consertada com as companhias aéreas e de gestão de bagagem. A recuperação dos estragos provocados na área de recuperação de bagagem começa neste domingo. O aeroporto ficará sem operar voos até pelo menos terça-feira.

Duas explosões no aeroporto e uma numa estação de metro perto de várias instituições europeias provocaram 31 mortos e 340 feridos, segundo balanço provisório divulgado hoje.

As autoridades belgas indicaram que os serviços de socorro receberam, durante a semana, 2.449 pessoas, entre as quais 340 feridos nos atentados. Atualmente, 101 estão internadas em 33 locais e 62 em cuidados intensivos e 32 num centro para queimados graves.

Entre os 31 mortos, figuram três autores dos atentados, além das restantes 28 pessoas; 24 foram identificadas – 14 mortos no aeroporto e 10 no metro. Treze das vítimas são de nacionalidade belga e as restantes de oito diferentes nacionalidades.

Por Agência brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir