Sem categoria

Durante discussão, homem é assassinado com dez facadas no centro de Manaus

 “Não teve nada de bebedeira, nem de assalto, o motivo foi outro, mas aqui ninguém pode falar", disse um verdureiro - foto: Diego Janatã

“Não teve nada de bebedeira, nem de assalto, o motivo foi outro, mas aqui ninguém pode falar”, disse um verdureiro – foto: Diego Janatã

Ruberlan Nogueira de Souza, 34, foi assassinado com dez facadas, durante uma confusão nas proximidades do Terminal da Matriz, no Centro de Manaus, na madrugada deste domingo (7). Segundo testemunhas, a vítima estava discutindo com dois homens, ainda não identificados, quando eles começaram desferir as estocadas. A vítima ainda tentou fugir, mas devido à gravidade dos ferimentos, caiu sem vida em frente a uma agência bancária.

Um vendedor de verduras, que preferiu não se identificar, disse que assistiu o crime, mas não soube informar o motivo da discussão. “Não teve nada de bebedeira, nem de assalto, o motivo foi outro, mas aqui ninguém pode falar nada, porque se não a gente pode ser a próxima vítima”, disse.

Uma vendedora de churrascos, que também preferiu não se identificar, disse ter escutado comentários de que o crime teria ocorrido após uma discussão fútil. “Quem matou esse homem é pilantra. Aqui no Centro, a gente tem que ter muito cuidado, porque tem muito pilantra que anda armado com faca. Quando a gente fala alguma coisa eles furam logo”, comentou.

A dona de casa, identificada apenas como Delma, disse que a vítima foi casada com sua neta, mas há cinco anos estavam separados. Ela revelou que Ruberlan não tinha problemas com drogas, era trabalhador, mas costumava tomar bastante cerveja. “Ele morou aqui na minha casa quando estava casado com minha neta. Desde que eles se separaram não tivemos mais notícias. A família dele mora no município de Autazes. Ele sempre foi uma pessoa honesta e trabalhadora”, ressaltou.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O corpo de Ruberlan ainda encontra-se no Instituto Médico Legal (IML) aguardando os parentes para o sepultamento.

Por Michelle Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir