Sem categoria

Dupla que cometia roubos em estacionamentos é presa na Zona Oeste

No interior do automóvel foram apreendidos 10 celulares, 27 relógios de pulso, oito óculos de grau, três chaves de carros, uma mochila com joias, uma placa de carro JWK-3537, um par de algemas e uma carteira falsa de investigador da Polícia Civil - foto: Arthur Castro

Foram apreendidos vários objetos de valor, além de um par de algemas, uma carteira falsa de investigador da Polícia Civil e uma placa de carro JWK-3537 – foto: Arthur Castro

Dois homens identificados como Aldamir Canavarro Pinto, 33, e Wilson Alves de Souza Júnior, 29, foram presos por volta de 12h desta quarta-feira (1º) após serem abordados por policiais militares da Força Tática que avistaram a dupla em atitude suspeita.

A prisão ocorreu próximo a um supermercado, localizado na avenida Coronel Teixeira, bairro Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus. Segundo informações da Polícia Militar, os suspeitos estavam em um veículo Volkswagen – modelo Voyage, cor cinza e placa NOP-2329.

Durante a abordagem policial foi encontrado um revólver calibre 32 – da marca Taurus – com duas munições intactas e numeração raspada.

No interior do automóvel foram apreendidos 10 celulares, 27 relógios de pulso, oito óculos de grau, três chaves de carros, uma mochila com joias, uma placa de carro JWK-3537, um par de algemas e uma carteira falsa de investigador da Polícia Civil – além de um equipamento conhecido como ‘chupa-cabra’, que é utilizado para a clonagem de alarmes de veículos.

Ainda conforme a polícia, a dupla confessou que cometia os crimes. Os criminosos atuavam diariamente em estabelecimentos bastante movimentados, principalmente em estacionamentos de shoppings e supermercados.

Os suspeitos foram levados ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foram autuados por furto e posse ilegal de arma de fogo e munição. Após a realização dos procedimentos cabíveis, Aldamir e Wilson vão ser encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro, onde vão permanecer à disposição da Justiça.

Por Narel Desiree

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir