Mundo

Dupla explosão mata nove e deixa dezenas de feridos nos Camarões

Explosões suicidas simultâneas mataram neste domingo (11) pelo menos nove pessoas e feriram 29 no Norte dos Camarões, região que tem sido frequentemente atingida por jihadistas do grupo terrorista Boko Haram.

A informação foi divulgada por autoridades locais e fontes de segurança, que também afirmaram que os ataques à vila Kangaleri, a cerca de 30 quilômetros da cidade de Mora, foram executados por duas mulheres bomba.

Ataque no Chade

Nesse sábado (10), um triplo atentado também atribuído ao Boko Haram matou 41 pessoas e deixou 48 feridas em Baga Sola, na República do Chade.

Por meio de um comunicado, o governo do Chade informou que “a situação está sob controle” e “apela à população para que esteja mais vigilante”.

O informe não dá detalhes sobre as circunstâncias dos ataques, mas, de acordo com fontes humanitárias e de segurança, vários homens-bomba se explodiram no meio da multidão.

Baga Sola nunca tinha sido atacada por islâmicos nigerianos. Dezenas de milhares de refugiados nigerianos e deslocados do Chade fugiram para a cidade nos últimos meses para escapar dos abusos praticados pelo grupo Boko Haram.

A União Europeia se solidarizou com as vítimas do ataque e afirmou que a ação representa uma “tentativa de desestabilização preocupante” daquele país. “A União Europeia está do lado do Chade e dos países da região na luta contra a ameaça do terrorismo sectário”, disse a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini.

O governo francês também condenou os “ataques bárbaros” e informou “que vai continuar a apoiar o Chade na luta contra o terrorismo”, segundo um comunicado divulgado no sábado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros do país.

 

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir