Dia a dia

Dupla em moto mata rapaz a tiros, em frente de casa, no Santo Antônio

Testemunhas relataram que Diego estava sentado à porta de casa quando foi morto - foto: Josemar Antunes

Testemunhas relataram que Diego estava sentado à porta de casa quando foi morto – foto: Josemar Antunes

Um rapaz identificado como Diego Augusto Pereira de Souza, 27, auxiliar de pedreiro, foi assassinado na noite deste sábado (7), em frente a sua residência, na Miguel Ribas, bairro Santo Antônio, Zona Oeste. Segundo a polícia, o fato aconteceu por volta de 23h.

Testemunhas relataram que Diego estava sentado à porta de casa quando dois homens em uma motocicleta de características não informadas o abordaram. Após alguns minutos de conversa, um dos suspeitos balançou a cabeça em sinal negativo e em seguida os dois saíram.

Instantes depois, o homem que estava pilotando a moto fez uma manobra na rua e retornou, passando bem em frente ao local onde estava a vítima. O carona, então, efetuou os disparos. Diego foi alvejado no rosto com três tiros.

Segundo o capitão Fernando Sautelo, da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), um vizinho da vítima, que presenciou o fato, foi quem acionou a guarnição. O homem, que não teve o nome revelado, saiu à procura dos suspeitos em seu próprio carro e ainda chegou a avistá-los abandonando a moto e entrando em um carro preto, modelo Honda Civic.

Ele então acionou os policiais e os levou até à rua onde a moto havia sido abandonada, porém, ao chegarem ao local, o veículo já não estava.

A doméstica Ana Magalhães, 40, tia de Diego, contou à reportagem que o sobrinho era tranquilo e não tinha, pelo menos aparentemente, envolvimento com o tráfico de drogas. Os vizinhos confirmaram que ele era pacato. Ana não soube informar se a vítima estava recebendo algum tipo de ameaça.

O Corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) e o caso foi registrado no 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

A polícia informou que fez buscas por todas as imediações da área em que o crime correu, além de pedir a colaboração de outras bases policiais e postos nas barreiras, mas até o momento não obteve êxito na captura dos bandidos.

Por equipe EM TEMPO Online

Com informações de Josemar Antunes

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir