Dia a dia

Dupla é presa por assalto a micro-ônibus na Zona Leste

Márcio e Vitor foram autuados em flagrante pelo crime de roubo majorado – foto: divulgação

Márcio e Vitor foram autuados em flagrante pelo crime de roubo majorado – foto: divulgação

A dupla Márcio Oliveira dos Santos, 38, e Vitor Souza, 20, foi apresentada na manhã desta quinta-feira ( 7), na Delegacia Geral, suspeita de assalto a passageiros de um micro-ônibus na manhã ontem (6), no bairro Jorge Teixeira 4, Zona Leste de Manaus.

Conforme o titular do 30° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Raphael Campos, Márcio e Vitor entraram no micro-ônibus na avenida Autaz Mirim e, durante o trajeto, anunciaram o assalto. “Márcio utilizou um revólver calibre 32, com o qual rendeu o motorista e a cobradora. Em seguida, ele passou a recolher a renda do transporte, enquanto Vitor passava com uma sacola plástica tomando os pertences dos passageiros”, disse.

Ainda de acordo com o delegado, após a fuga dos infratores, as vítimas informaram o ocorrido a policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que realizavam ronda nas proximidades do local do fato. A guarnição iniciou perseguição aos dois indivíduos e os capturou na residência de uma irmã de Márcio, situada na rua 41, bairro Jorge Teixeira.

Com a dupla foram apreendidos seis aparelhos celulares, pertencentes às vítimas que estavam no coletivo, a quantia de R$ 235 em espécie e um revólver calibre 32 com numeração suprimida, utilizado na ação.

Segundo Campos, Márcio e Vitor não ofereceram resistência no momento em que foram presos e confessaram o roubo. “Vitor afirmou que encontrou a arma em um campo de futebol e que, juntamente com Márcio, resolveram praticar alguns assaltos para arrecadar dinheiro”, informou o delegado, destacando que ambos já tinham passagens pela polícia pelo mesmo crime.

Márcio e Vitor foram autuados em flagrante pelo crime de roubo majorado e, após os procedimentos legais, serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde aguardarão a decisão da Justiça.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir