Sem categoria

Duas toneladas de maconha colombiana são apreendidas na BR-319

A maconha foi apreendida e incinerada - foto: divulgação

A maconha foi apreendida e incinerada – foto: divulgação

Quatro mil pés de maconha colombiana (concentração de Tetra-hidrocanabinol – THC) – equivalente a 2 toneladas – foram apreendidos e incinerados na manhã dessa quarta-feira (7), após um mês de investigação. O produto, em fase de colheita, com 1,5 a dois metros estava plantado em um sítio, localizado no quilômetro 54 da BR-319, no município de Careiro Castanho (a 37 quilômetros de Manaus). Os proprietários das drogas não foram localizados.

De acordo com o secretário de Segurança do Estado do Amazonas SSP-AM), delegado Sérgio Fontes, a droga apresenta um alto teor de eflorescências, ou seja, uma droga mais concentrada. ”

As sementes colombianas possuem uma concentração de THC, o princípio ativo mais potente da planta da maconha que melhora a qualidade do produto. Erradicar essa enorme quantidade de drogas em plantio, a maior do estado, é um ganho para todos. O estado não vai se tornar um produtor de entorpecentes. De cada pé de maconha seriam produzidos ao menos 500g de maconha pronta para o consumo”, enfatizou.

A titular da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), delegada Tâmera Maciel Assad, informou que o local onde os pés de maconha foram encontrados é de difícil acesso. “Foram mais de três horas para chegar até o local, pela estrada, rio e mata à dentro, até chegarmos ao terreno com cerca de três hectares. Mesmo com a operação da Seai (policiais civis e militares), ninguém foi encontrado. Mas no curso das investigações, pelo menos, três pessoas estão envolvidas diretamente nesta prática de crime internacional de tráfico de drogas, no entanto, vamos continuar a investigação para tentarmos identificá-los”, relatou.

Ainda conforme a delegada, moradores de áreas próximas ao local onde a droga foi encontrada informaram que o terreno havia sido arrendado para outra pessoa, que não possui ligação com o crime.

A SSP informou que os pés de maconha colombiana foram incinerados no local. Uma amostra do plantio deve ser estudada pela equipe Técnico-Científica.

Sérgio Fontes acrescentou que, com a quantidade de drogas retirada de circulação, o estado contabiliza nove toneladas de entorpecentes apreendidos desde o início do ano.

Por Thaís Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir