País

Dono de jornal em Minas é morto com cinco tiros

O jornal 'O Grito' é distribuído gratuitamente em Santa Luzia e tem notícias da região - foto: reprodução

O jornal ‘O Grito’ é distribuído gratuitamente em Santa Luzia e tem notícias da região – foto: reprodução

O dono do jornal “O Grito”, de Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte, foi morto a tiros ao sair de casa na noite desta quarta-feira (17). A autoria e os motivos do crime ainda são desconhecidos.

Segundo a Polícia Militar, Maurício Campos Rosa, 64, foi atingido por volta das 21h. O empresário levou quatro tiros nas costas e um na nuca.

Rosa saía da casa de um amigo, segundo a PM, quando foi morto. O crime foi presenciado por uma testemunha, que entrou em estado de choque e não conseguiu contar aos policiais o que aconteceu.

Ele foi levado ao hospital Risoleta Tolentino Neves, na capital mineira, onde passou por uma cirurgia, mas não resistiu.

A Polícia Civil disse em nota que já abriu um inquérito, que corre em sigilo, para investigar a morte. O delegado responsável pelo caso, César Matoso, afirmou que só irá se manifestar depois da conclusão dos trabalhos.

O jornal “O Grito” é distribuído gratuitamente em Santa Luzia e tem notícias da região. A reportagem entrou em contato com a publicação, que ainda não se manifestou.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir