Economia

Dólar sobe mais de 2% após nova manobra por impeachment

O dólar sobe mais de 2% nesta terça-feira (13) e a Bolsa cai após nove sessões seguidas de alta com o aumento do risco de impeachment da presidente Dilma Rousseff, após a oposição articular com o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, a ampliação das justificativas para um dos pedidos de impedimento da petista.

Dados ruins de balança comercial da China também preocupam os investidores, com a avaliação de que a desaceleração do gigante asiático pode arrastar as já fragilizadas economias emergentes, entre elas a brasileira.

Às 11h17, o dólar à vista, referência no mercado financeiro, registrava alta de 2,23%, para R$ 3,840, após fechar na sexta-feira (9) no menor nível em um mês. No mesmo horário, o dólar comercial, usado em transações no comércio exterior, subia 2,28%, para R$ 3,845. Na máxima, ambos atingiram R$ 3,85.

Às 11h17, o Ibovespa, principal índice do mercado acionário brasileiro, tinha queda de 2,54%, para 48.083 pontos.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir