Economia

Dólar à vista cai e Bolsa sobe no mercado futuro após impeachment

Apesar do cenário externo negativo, por causa da queda nos preços do petróleo, o dólar à vista operava em baixa nesta segunda-feira (18), no dia seguinte à aprovação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados.

A moeda americana à vista recuava 0,37% há pouco, cotada a R$ 3,5333, mas o dólar comercial subia 0,31%, a R$ 3,5370.

O Ibovespa futuro para junho subia de 0,71%, aos 54.570 pontos.

No mercado de juros futuros, o contrato de DI para janeiro de 2017 recuava de 13,600% para 13,570%, e o DI para janeiro de 2021 caía de 13,040% para 12,890%.

O CDS (credit default swap), espécie de seguro contra calote e indicador da percepção de risco do país, mostrava leve baixa de 0,04%, aos 341,909 pontos.

O petróleo opera em queda após um possível acordo entre países para congelamento da produção ter fracassado em reunião realizada neste domingo (17). Em Londres, o Brent perdia 3,53%, para US$ 41,58 o barril; em Nova York, o WTI perdia 4,19%, para US$ 38,57 o barril.

Os mercados globais reagem negativamente ao fracasso da reunião sobre o petróleo, com queda nas Bolsas europeias. Os índices acionários na Ásia fecharam no campo negativo. Os índices futuros na Bolsa de Nova York também apontavam baixa.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir