Mundo

Dois soldados morrem e 31 ficam feridos em ataque suicida na Turquia

O Exército turco informou que dois de seus soldados foram mortos e 31 ficaram feridos em ataque na madrugada deste domingo (2) atribuído ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), na escalada da violência após bombardeio aéreo de Ancara aos militantes curdos, no norte do Iraque.

O ataque suicida foi realizado com um trator carregado com duas toneladas de explosivos em um posto avançado no distrito de Dogubeyazit, na província leste de Agri, na fronteira com o Irã, informaram o gabinete do governador provincial e o Exército.

Quatro dos soldados feridos no ataque estão em estado grave, segundo o Exército.

Outro soldado foi morto na província de Mardin, no sudeste da Turquia, quando uma unidade de patrulha foi atacada por membros do partido na noite de sábado (1), informou o Exército. Sete soldados também ficaram feridos no incidente.

O governo da Turquia e o PKK romperam o cessar-fogo no dia 24 de julho, após uma escalada de tensões que desembocou em bombardeios frequentes do Exército turco sobre posições da guerrilha curda no norte do Iraque.

Na chamada “luta sincronizada contra o terror”, de acordo com o primeiro-ministro Ahmet Davutoglu, Ankara concedeu acesso a suas bases para a coalizão liderada pelos Estados Unidos que combate o Estado Islâmico. No entanto, até agora a maioria dos bombardeios aéreos da Turquia tem sido em alvos do PKK.

As autoridades turcas disseram que os ataques contra o PKK são uma resposta ao aumento da violência. Ataques de domingo elevaram o número de militares mortos em ataques atribuídos ao PKK para, pelo menos, dezesseis, desde 20 de julho.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir