Dia a dia

Docentes da UEA fazem paralisação na próxima sexta

Reajuste salarial, contratação de professores concursados e melhoria nas condições de trabalho e na estrutura predial são as principais questões requisitadas por professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Enquanto a UEA marcou paralisação geral de docentes para sexta-feira (29), a Ufam ainda discute a data da greve.

O secretário de comunicação do Sindicato de Docentes da UEA (Sinduea), Otávio Rios, informou que a entidade comunicou oficialmente o poder público sobre a paralisação. “Enviamos um documento oficial, separadamente para governo estadual e reitoria, requerendo uma linha de diálogo para falar sobre nossa reposição salarial, cuja última foi em 2013, e sobre as nossas outras demandas. Até a presente data não houve retorno e vamos paralisar”.

Ontem, os professores da Ufam realizaram uma assembleia geral para agendar o dia da greve, mas o processo foi cancelado pois não foi possivel computar os votos dos cinco campus do interior.

Cinco pontos de reivindicação

Os professores da UEA requerem cinco questões prioritárias: fim de cortes das verbas da universidade; reposição salarial de 2014 e 2015 (acumuladas em 14,72%); melhores condições de trabalho e de infraestrutura predial e acadêmica (laboratorial e de bibliotecas); fim da qualificação solidária e direito à qualificação docente (suporte à formação continuada); e concursos públicos para professores efetivos.

“Quero deixar claro que não é greve, é uma paralisação das atividades letivas. Não teremos aula de graduação e pós-graduação durante todo o dia 29; e os estudantes já estão avisados”, definiu Rios.

Estudantes, professores e demais funcionários que quiserem mais informações sobre a situação podem visitar os sites do sindicato de professores da Ufam (www.adua.org.br) e da UEA (www.sinduea.com).

 

Por Rafael S. Nobre (equipe do Jornal EM TEMPO)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir