País

Dilma publica mensagem de apoio a Chico Buarque após discussão no Rio

Chico, que é alinhado à esquerda e ao PT, foi provocado ao sair do restaurante Brigite's, onde jantava com amigos - foto: reprodução

Chico, que é alinhado à esquerda e ao PT, foi provocado ao sair do restaurante Brigite’s, onde jantava com amigos – foto: reprodução

A presidente Dilma Rousseff divulgou mensagem nesta terça-feira (23) em apoio ao cantor e compositor Chico Buarque, que discutiu com jovens contrários ao PT na madrugada de terça-feira (22), no Rio.

“Minha solidariedade a Chico Buarque, um dos maiores artistas brasileiros, que foi hostilizado no Rio por conta de suas posições políticas”, diz a mensagem no perfil da presidente no Twitter.

“Reafirmo meu repúdio a qualquer tipo de intolerância, inclusive à patrulha ideológica. A Chico e seus amigos, o meu carinho”, completa Dilma.

Chico, que é alinhado à esquerda e ao PT, foi provocado ao sair do restaurante Brigite’s, onde jantava com o escritor Eric Nepomuceno e os cineastas Cacá Diegues, Rui Solberg e Miguel Faria Jr., diretor de “Chico – Artista Brasileiro”, documentário atualmente em cartaz sobre o artista. A discussão foi registrada pelo site “Glamurama”.

Em reação a um dos jovens que afirma que o “PT é bandido”, Chico que diz achar que o “PSDB é bandido” e pede que eles se informem “porque com base na revista “Veja” você não vai chegar muito longe”.

Intolerância

Sobre o episódio, Dilma tuitou que “o Brasil tem uma tradição de conviver de forma pacífica com as diferenças. Não podemos aceitar o ódio e a intolerância”.

“A disputa política é saudável, mas deve ser feita de forma respeitosa, não furiosa”, completou.

Lula

O ex-presidente Lula já havia manifestado solidariedade ao cantor por meio da sua página no Facebook.

Lula diz que o artista “jamais se omitiu nas lutas pela democracia e justiça social” e que “não merece ser ofendido, muito menos por sua coerência”.

“É muito triste ver a que ponto o ódio de classe rebaixa o comportamento de alguns que se consideram superiores, mas não passam de analfabetos políticos.”

O petista finaliza a nota citando trecho de uma música de Chico: “Apesar de vocês, amanhã há de ser outro dia”.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir