País

Dilma participa amanhã de Mobilização Nacional da Educação – Zika Zero

Dilma cumprirá agenda em Pernambuco e na Bahia - foto: divulgação

Dilma cumprirá agenda em Pernambuco e na Bahia – foto: divulgação

A presidenta Dilma Rousseff e pelo menos 25 ministros vão visitar na sexta-feira (19) escolas públicas nas cinco regiões do país na Mobilização Nacional da Educação pelo combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus Zika. Nesta sexta-feira, Dilma cumprirá agenda em Pernambuco e na Bahia, participando de atividade com alunos do Colégio Alfredo Vianna, no município baiano de Juazeiro.

A Mobilização Nacional da Educação

Zika Zero é uma ação semelhante à ocorrida no último sábado (13) quando a presidenta e ministros viajaram pelo país no Dia Nacional de Mobilização contra o Aedes aegypti. As atividades envolverão também professores, diretores, reitores de universidades e de institutos federais, agentes de saúde e da vigilância sanitária e militares das Forças Armadas.

O vice-presidente Michel Temer visitará uma escola em Rio Branco, cidade onde também terá agenda partidária. Temer é presidente do PMDB, um dos partidos da base aliada ao governo. Entre os ministros que viajam estão o da Educação, Aloizio Mercadante, que vai ao Ceará, e o chefe da Casa Civil da Presidência da República, Jaques Wagner, que estará na Bahia. A agenda do ministro da Saúde, Marcelo Castro, prevê visita a uma escola pública do Distrito Federal. Os presidentes do Banco do Brasil, Alexandre Correa Abreu, e da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, também foram escalados para participar da mobilização nacional nas escolas.

Ao participar hoje  do programa Bom dia, Ministro, transmitido pela TV NBR, o ministro da Educação disse que a prevenção é a melhor alternativa contra o Aedes aegypti. Segundo Aloizio Mercadante, a mobilização das redes pública e privada de ensino fará a diferença no combate à proliferação do mosquito.

“Só na rede pública, são mais de 200 mil escolas. Através da sala de aula, podemos manter informadas a juventude, as crianças, e elas levarem para dentro de casa uma nova atitude. O dia é para todo mundo parar e refletir, mas vai ter que ser uma campanha permanente. Todo mundo tem que gastar 15 minutos por semana para não deixar nada de água parada dentro de casa”, disse o ministro durante o programa, que é produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.

De acordo com Mercadante, a ideia é que as atividades de conscientização e orientação para o combate aos criadouros do mosquito continuem durante todo o ano nas redes de educação.

Para a mobilização de amanhã, o ministro da Educação informou que conversou com os governadores dos 26 estados e do Distrito Federal e todos disseram que estarão comprometidos com as ações. Secretários do Ministério da Educação também entraram em contato com prefeitos e secretários de educação.

A mobilização dá prosseguimento ao proposto no Pacto da Educação Brasileira contra o vírus Zika, firmado no início do mês entre o Ministério da Educação e representantes de outros órgãos do governo federal, de estados e municípios, além de instituições e organizações públicas e particulares.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir