Política

Dilma lança ofensiva e põe ministros para entregar casas populares

O governo federal fará nesta terça-feira (25) uma ofensiva, com a presidente Dilma Rousseff, ministros e a presidente da Caixa, para a entrega de casas populares em quatro cidades do Estado de São Paulo.


A ofensiva, mais uma tentativa para recuperar a popularidade do governo petista, ocorre um dia após o próprio governo federal anunciar o corte de dez dos 39 ministérios até setembro. São Paulo é o Estado que mais tem reunido manifestantes nas ruas contra a gestão Dilma.
Serão, no total, 2.555 unidades habitacionais, num investimento de R$ 208 milhões, em Catanduva, Araraquara, Araras e Mauá, que devem atender 10 mil pessoas.
Dilma estará em Catanduva, para a entrega do conjunto habitacional Nova Catanduva, tido como referência, por já ser dotado de infraestrutura que inclui escola, creche, quadras esportivas, pista iluminada para caminhada e parque infantil.
Antes de embarcar em Brasília, às 8h30, ela dará uma entrevista ao vivo à emissora de rádio Morada do Sol, de Araraquara, cidade em que seu ex-tesoureiro de campanha e ministro Edinho Silva (Comunicação Social) foi prefeito por dois mandatos (2001-08).
Em Araraquara, serão mais 754 casas nesta terça, no Parque Residencial Valle Verde, com a participação de Edinho. Em Araras, o ministro Gilberto Kassab (Cidades) entregará 448 unidades dotadas de aquecimento solar.
Já a presidente da Caixa, Miriam Belchior, é aguardada em Mauá, na Grande São Paulo, para a entrega das 116 unidades restantes.
Em Catanduva, Dilma terá a companhia do governador Geraldo Alckmin (PSDB), segundo o prefeito da cidade, o tucano Geraldo Vinholi. O Estado investiu R$ 17,7 milhões dos R$ 108,6 milhões da obra, de acordo com Teotônio Resende, vice-presidente de Habitação da Caixa.
Segundo ele, conjuntos do Minha Casa Minha Vida 3, que deve ser lançado até setembro, serão dotados também com infraestrutura, a exemplo do residencial de Catanduva.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir