Política

Dilma diz que ‘Minha Casa, Minha Vida’ não sofrerá cortes de orçamento

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (31) que a despeito do momento difícil na economia, o programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ não irá acabar ou sofrer cortes de orçamento.

Dilma direcionou a sua fala a aqueles que, segundo ela, “ficam falando que o programa vai acabar” por conta de o país estar passando “por algumas dificuldades econômicas”.

A presidente disse que um dos motivos para o programa não acabar é que ele ajuda a roda da economia a girar, porque gera empregos durante a construção dos conjuntos habitacionais.

Dilma inaugurou, na manhã desta sexta-feira (31), dois condomínios do programa em Maricá, cidade da região metropolitana do Rio. Segundo a Caixa, que financia os imóveis, 11 mil pessoas serão beneficiadas com os dois empreendimentos que, juntos, somam 4,4 mil apartamentos.

“O meu governo está comprometido com o ‘Minha Casa, Minha Vida’. Ficam falando assim: estão passando por alguma dificuldades econômicas e o programa vai acabar. Vou explicar pra vocês porque não vai. Não vai porque é importante para o povo brasileiro que não tinha oportunidade. Além de construir casas, a gente cria emprego e gira a roda da economia. Por isso não há hipóteses de o Minha Casa Minha Vida não continuar”, disse.

Dilma teve uma recepção calorosa do público que receberia as chaves dos apartamentos naquele mesmo dia. A presidente aproveitou para reafirmar as metas da terceira fase do programa. A presidente não falou com a imprensa.

A presidente também ressaltou que cerca de sete milhões de casas terão sido construídas ao final de seu segundo mandato, em 2018. Segundo ela, com as casas entregues este ano, o programa completará três milhões de unidades concedidas.

Ela lembrou que a primeira fase entregou um milhão de moradias e a segunda, 2,75 milhões. “Nós iremos fazer, sim, o ‘Minha Casa, Minha Vida 3’. É um programa de sucesso”, afiançou.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir