Política

Dilma deveria reconhecer erros, diz Pastor Everaldo

Em Israel acompanhando a delegação da Câmara dos Deputados que visita o Oriente Médio e a Rússia, o Pastor Everaldo, vice-presidente do Partido Social Cristão (PSC) e ex-candidato à Presidência da República, afirmou à reportagem que a presidente Dilma Rousseff deveria se inspirar no Rei Salomão e “consertar seus erros para alcançar a misericórdia”.


“Estou aqui na Terra de Israel, e foi aqui que Salomão assim: ‘aquele que conserta os seus erros, que os deixa para trás, alcança a misericórdia’. Se a presidente Dilma tivesse noção disso, tentaria reconhecer seus erros e pedir à população compreensão. Acredito que os brasileiros perdoariam e dariam chance a ela de terminar seu mandato”, afirmou o ex-candidato à presidência.

Segundo o pastor, a presidente também deveria seguir o exemplo de seu vice, Michel Temer (PMDB-SP), que pediu compreensão ao povo em entrevista à Folha de S.Paulo no último dia 30. “Minha torcida é que a presidente faça um gesto como o do vice-presidente de reconhecer que houve equívocos”.

O Pastor Everaldo afirmou que “não vê consistência para um impeachment”, mas só no sentido jurídico. “Houve uma mentirada na campanha. Ela (Dilma) enganou o povo. Juridicamente, parece que ainda não há base, ainda, para um impeachment, nas moralmente, sim”, afirmou.

Ele criticou o ajuste fiscal, afirmando que está mais para arroxo porque só quem está pagando a conta é quem produz. “Já o governo não dá exemplo cortando nada na carne”, continuo.

No terceiro dia de visita a Israel e à Palestina, o grupo de 13 congressistas liderado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), visitou nesta sexta-feira (5) pontos religiosos na Galileia. Os deputados -alguns acompanhados das esposas- saíram cedo de Jerusalém e foram ao Mar da Galileia, onde fizeram um passeio de barco e visitaram o “Museu do Barco de Jesus”, que exibe uma embarcação de 2 mil anos usada por pescadores judeus da época. A comitiva também visitou a Igreja da Anunciação, em Nazaré, cidade natal da Virgem Maria.

No sábado, a delegação também não tem programação oficial e vai até Belém, na Cisjordânia, para conhecer a Igreja da Natividade, local onde, segundo a tradição cristã, Jesus nasceu. À tarde, embarca para Rússia para participar do fórum parlamentar dos BRICs, na segunda (9).

O Pastor Everaldo foi quem promoveu, em março, o encontro do presidente da Câmara com o embaixador de Israel no Brasil, Reda Mansour. Dessa reunião surgiu o convite para que Eduardo Cunha visitasse Israel. Apesar de convidado pelo governo de Israel por causa dessa mediação, o pastor afirma ter viajado pagando as despesas com recursos próprios.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir