Mundo

Diabetes e obesidade ameaçam redução de mortes por doença cardíacas, diz OCDE

O aumento no número de pessoas obesas e com diabetes ameaça a redução das mortes por doenças cardiovasculares, que nos últimos 50 anos caiu 60%, informou hoje (17) a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Segundo relatório divulgado pela OCDE, apesar da diminuição, as doenças cardiovasculares ainda são a principal causa de mortalidade nos 34 países-membros da organização.

Mas a tendência de redução está ameaçada com o aumento das taxas de obesidade e de diabetes, porque as pessoas que sofrem dessas duas doenças têm mais probabilidade de ter problemas cardiovasculares.

Segundo dados da organização, nos países da OCDE, há 85 milhões de diabéticos e até 2030 é esperado um aumento de 27%, para 108 milhões de pessoas, enquanto a obesidade afeta na atualidade uma em cada cinco pessoas.

No relatório, a OCDE recomenda aos países-membros promoverem estilos de vida mais saudáveis, garantir que os cuidados básicos sejam acessíveis a todos e estabelecer uma meta nacional para melhorar a qualidade dos cuidados de saúde.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir