Dia a dia

Dia nacional da árvore é comemorado com plantio

A capital do Amazonas ganhou mais 300 mudas nas margens do igarapé do Franco - foto: Divulgação

A capital do Amazonas ganhou mais 300 mudas nas margens do igarapé do Franco – foto: Divulgação

Manaus ganhou mais 300 mudas que foram plantadas as margens do igarapé do Franco, na avenida Brasil, bairro Santo Antônio, Zona Oeste da capital, na manhã dessa quarta-feira (21), como parte das comemorações pelo Dia da Árvore.

Na ocasião foi feito o plantio da muda de número 10 mil, marcando simbolicamente o cumprimento da meta do Plano de Arborização 2016, o Arboriza Manaus, que tinha como objetivo realizar, até dezembro, o plantio de dez mil mudas em 58 logradouros públicos de 35 bairros de Manaus. Porém o objetivo foi cumprido com antecedência.

A diretora de arborização e paisagismo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas), Rosimary Bianco, disse que a espécie de número dez mil, que ganhou uma placa de identificação, é da espécie Jatobá. Ela destacou, que além de antecipar o número de plantio de mudas, o plano também ultrapassou a meta de arborização de logradouros, que era de 58 mas acabou chegando ao 61, entre canteiros centrais e passeios públicos, além de praças e áreas de convivência de instituições públicas.

“Se a gente conseguir que esse trabalho vingue, se a comunidade conservar essas mudas, a gente imagina que de três a cinco anos a gente comece a ter um sombreamento e daqui a dez anos a gente vai ter um bosque formado as margens desse igarapé. A gente conta com a comunidade, porque sem ela nos apoiando, a ajudando e cuidado e protegendo a gente não consegue manter. Nos plantamos algumas espécies de margem de igarapé como açaizeiro, jutairana, algumas floristas para embelezar, como ypê amarelo e rosa e o pau pretinho. O objetivo aqui é proporcionar a população o conforto térmico, a ventilação, a diminuição da poeira, do ruído, e acima de tudo o bem estar psicológico de contemplar uma área arborizada que é um conforto para todos nós”, disse.

De acordo com Rosemary, o diferencial do Arboriza foi o de atuar tanto nos locais onde já haviam sido feitos plantios anteriores sem sucesso, quanto em logradouros novos, que nunca haviam sido arborizados, a partir da terceirização do trabalho de plantio e manutenção. “Cada aérea é um projeto especifico, a gente tem um programa geral que é o Arboriza, mas cada área tem um projeto específico. A gente visa também o aspecto de paisagismo, se vai proporcionar flores, sombra, então algumas árvores são mais florais e outras de sombra. Na Djalma Batista a finalidade foi embelezamento, não foi sombreamento. Já na André Araújo a gente queria sombra pelos carros e colocamos o pau pretinho. A mesma coisa ocorreu na Autaz Mirim. Já na Torquato Tapajós colocamos a juta, porque queríamos que o turista se deparasse com as espécies na nativas”.

Rosimary disse ainda, que o trabalho de plantio continuará até o final do ano com ações nas avenidas Constantino Nery, André Araújo, Telmário Pinto, Jacira Reis, do Turismo, do Futuro, Santos Dumont, além da revitalização do paisagismo de logradouros como o Boulevard Álvaro Maia e a Praça de Nossa Senhora de Nazaré. “Ainda queremos por essas plantas na Constantino Nery e na Santos Dumond. Vamos completar a André Araújo e na avenida do Turismo. A gente que levar também para praças de maneira geral”.

Homenagem

Durante o evento, foi feita uma homenagem a pesquisadora, educadora e cientista Martha Falcão, pioneira na luta pela implementação de projetos de estímulo à arborização em Manaus. Alunos da instituição de ensino que leva o nome da professora, entoaram um grito de guerra e participaram do ato simbólico do plantio de algumas mudas.

Responsabilidade

Ontem, a empresa Rymo da Amazônia, uma das empresas com maior consciência e práticas socioambientais de Manaus, realizou um evento para comemorar o Dia da Árvore, buscando elevar a consciência sobre a preservação e a importância das árvores, principalmente em nossa região.

A comemoração contou com uma das maiores autoridades locais sobre o tema, o Juiz da Vara do Meio Ambiente, Adalberto Carim Antônio, e também, com a Banda da Polícia Militar de Manaus, além de imprensa, clientes, fornecedores e parceiros.

A Rymo, que já vem dando exemplo do seu comprometimento com o meio ambiente e ações sociais com a comunidade, já plantou em sua sede, no bairro da Cachoeirinha, um corredor de árvores de vários tipos, sendo interessante citar que funcionários da empresa apadrinharam a iniciativa, de forma que cada árvore tem seu padrinho ou madrinha responsável pelos cuidados necessários ao desenvolvimento das plantas.

Por Michelle Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir