Dia a dia

Dia Mundial da Obesidade: data chama a atenção para a importância de se manter o peso adequado

Comprovando que a prática de atividades físicas é fundamental no combate à obesidade - foto: divulgação

A prática de atividades físicas é fundamental no combate à obesidade – foto: divulgação

A obesidade ou excesso de peso é, atualmente, um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, assim como de outras que podem acometer tanto homens quanto mulheres de qualquer idade. A Organização Mundial da Saúde (OMS), inclusive, aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo.

No Brasil, dados do Ministério da Saúde mostram que 52,5% da população estão acima do peso.

Em Manaus, por exemplo, as pesquisas apontam que 19% da população são obesos – acima da média nacional, que é de 17%. Entre os que estão acima do peso, a taxa também é maior que a nacional: 56%, e junto ao público infantil a situação é ainda mais alarmante, visto que a taxa é de 30%.

O problema é tão sério que que foi criado, pelas autoridades de saúde, o Dia Nacional (e agora Mundial) de Prevenção à Obesidade, celebrado neste 11 de outubro.

Atividades físicas

Para combater a obesidade e evitar problemas de saúde mais sérios, além de bons hábitos alimentares, é primordial realizar atividades físicas regulares, devidamente acompanhadas de exames e avaliações médicas periódicas.

Iniciativa no sentido de chamar a atenção para a importância desses cuidados vem sendo realizada pelo Laboratório Sabin, em parceria com a academia Physical, na Ponta Negra, sempre nos dias de projeto ‘Faixa Liberada’, promovido pela prefeitura de Manaus.

Além de serviços como aferição de pressão e bioimpedância, os participantes são orientados sobre os benefícios da prática de exercícios físicos, que ajuda a regular a taxa de açúcar no sangue e retarda o processo de envelhecimento, além de auxiliar na construção e manutenção da massa óssea. Neste mês de outubro, a atividade já está confirmada para os dias 19 e 26.

Também falando das atividades físicas como prática fundamental no combate à obesidade, o cardiologista Marcelo Bertolami, do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, alerta que, entre os riscos para doença, está o sedentarismo. “Sedentarismo, tabagismo e uma alimentação desbalanceada, por exemplo, aumentam consideravelmente o risco de o indivíduo ter um problema no coração no futuro. Além disso, a obesidade abdominal, ou seja, a circunferência da cintura, é um fator de risco ainda maior do que o excesso de peso corporal”, completa.

Segundo o especialista, a prática de exercícios físicos não só contribui para manter o peso corporal e fortalecer a musculatura, como também ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue, outro fator que pode causar doenças do coração.

Ainda conforme o médico, é necessário e muito importante manter os exames de rotina em dia, realizando-os ao menos uma vez ao ano. “Medir a pressão arterial, níveis de colesterol e glicose é fundamental para que seu médico avalie como está sua saúde. Além disso, o acompanhamento com uma nutricionista também ajuda a manter uma alimentação equilibrada e específica para sua rotina e preferências”.

Dados
Obesidade é uma doença crônica que tende a piorar com o passar dos anos, caso o paciente não seja submetido a um tratamento adequado e contínuo.

A projeção é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com excesso de peso, sendo mais de 700 milhões, obesos. O número de crianças com sobrepeso e obesidade poderá chegar a 75 milhões, caso nada seja feito.

Além de reduzir a qualidade de vida, a obesidade pode predispor a doenças como diabetes, doenças cardiovasculares, asma, gordura no fígado e alguns tipos de câncer.

Destaca-se que uma pessoa tem ‘excesso de peso’ quando seu Índice de Massa Corpórea (IMC) é superior a 25 e ‘obesa’, quando esse valor é maior que 30. Para calcular o IMC, basta dividir o peso (em quilos) pelo quadrado da altura (em metros).
Portal EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir