Dia a dia

Detran-AM alerta cidadãos sobre fraudes em ofertas de serviços pela internet

Criminosos utilizam de forma indevida imagens do diretor-presidente do órgão – Gerson Freitas

A prática ilegal de negociar dívidas e, supostamente, solucionar pendências no Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), está sendo investigada minuciosamente pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). Na fraude, inclusive, os criminosos utilizam de forma indevida imagens de funcionários e até do próprio diretor-presidente do órgão, Leonel Feitoza, para enganar as vítimas. 

O diretor-presidente explicou ao EM TEMPO que já foi procurado por terceiros, que teriam feito pagamentos de valores em troca da quitação dos encargos com o órgão.

“Um cidadão foi até à minha casa e me cobrou a liberação de dois carros, três motos e uma habilitação, que segundo ele, teria pago R$ 9 mil pelo serviço. Eu, imediatamente, informei que ele tinha sido vítima de um golpe, pois, em nenhum Detran do Brasil, um diretor vai negociar esse tipo de serviço. Há um departamento próprio para isto dentro da instituição”, disse.

Essas pessoas estão caindo nesse golpe porque estão agindo de má-fé”, disse Leonel – Divulgação

Ainda segundo Leonel, desde fevereiro deste ano, o Detran-AM passou a trabalhar em conjunto com a polícia para tentar desvendar esse tipo de fraude e identificar os envolvidos, mas, na maioria dos casos, as pistas não levam aos suspeitos.

“Em fevereiro nós identificamos um homem, que utilizava a minha imagem para aplicar golpes nas pessoas. Essas vítimas sempre com pendências e restrições no Detran-AM, como a apreensão de veículos e Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs), são os principais alvos. A partir da identificação desse infrator, a polícia conseguiu comprovar a existência de outras pessoas que atuam da mesma forma”, contou Feitoza.

Para Leonel, o grupo aplica golpes por meio de mensagens em redes sociais como Facebook e WhatsApp, porém os números de telefones e registros dessas contas, quando consultados pela polícia, apontam informações falsas.

“A polícia faz o levantamento dessas informações, inclusive, do registro bancário, onde as quantias de dinheiro são depositadas, porém sempre levam a pessoas desconhecidas”, informou. Ainda segundo Leonel, os telefones são clonados e sempre revelam o prefixo de outros estados.

O Detran-AM realiza, nesta quarta-feira (14), uma coletiva de imprensa para apresentar o balanço parcial das investigações e informar sobre dicas de prevenção para evitar que mais vítimas caiam nesse tipo de golpe.

“Essas pessoas estão caindo nesse golpe porque estão agindo de má-fé. Elas querem comprar carros e motocicletas por valores bem abaixo da realidade. Esses cidadãos estão sendo enganados porque também estão querendo tirar proveito da situação”, concluiu Leonel Feitoza.

Isac Sharlon
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

grupo
Subir