/* */
Dia a dia

Detento do Compaj é morto ao tentar assaltar micro-ônibus

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) – João Paulo Oliveira

No momento em que praticava um assalto em um micro-ônibus, que faz rota para o Polo Industrial de Manaus, o detento do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), Frank de Souza Cruz, 22, foi baleado ao trocar tiros com a Polícia Militar e morreu ao dar entrada em uma unidade de saúde da capital. O crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira (11), na rua Manacapuru, comunidade Novo Reino, bairro Tancredo Neves, Zona Leste.

Os três comparsas do detento, sendo um identificado como José Ribeiro da Silva Filho, 22, e dois adolescentes de 15 e 16 anos, também foram baleados. A quadrilha foi socorrida e levada ao Pronto-Socorro Platão Araújo, mas Frank acabou morrendo.

De acordo com policiais militares da 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Frank, José, os adolescentes e mais quatro comparsas, armados com uma escopeta, um revólver calibre 32, facas e simulacro (armas de brinquedo), entraram no micro e, com bastante violência, anunciaram o assalto.

Eles começaram a roubar os pertences dos passageiros. Nesse momento, um homem que passava pelo local percebeu o roubo e acionou os policiais. Ao avistarem a viatura, os assaltantes começaram a efetuar vários disparos contra os policiais militares. Para se defender, a polícia reagiu e baleou os suspeitos.

Ainda segundo a Polícia Militar, Frank foi alvejado com três tiros no peito e costas, José foi atingido com um tiro no peito, os adolescentes foram alvejados nas pernas. Em meio ao tiroteio, os quatro comparsas que não foram baleados, conseguiram fugir correndo e entraram em uma área de mata.

À Polícia Civil, a família de Frank afirmou que o detento não voltou para o Compaj porque teve medo de morrer, principalmente, após a rebelião que matou 56 detentos no primeiro dia do ano. Os familiares dos adolescentes afirmaram que os menores já têm passagens por roubos na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

O caso foi registrado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Após receberem alta médica, os suspeitos serão levados à delegacia e autuados pelo crime de roubo majorado (uso de arma de fogo). José será encaminhado ao Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM) e os adolescentes vão ser levados à Deaai.

Ana Sena
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir