Sem categoria

Detecção precoce do câncer de próstata pode aumentar em 90% as chances de cura

O mês de novembro, tradicionalmente lembrado como o mês de prevenção ao câncer próstata, por conta da campanha Novembro Azul, serve de alerta para a população masculina, sobre a importância da realização anual do exame de toque retal, indicado para homens com idade a partir de 45 anos e que além de prevenir a doença, apontando eventuais alterações, pode levar a um diagnóstico precoce, aumentando as chances de cura em até 90%.

Só na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), de referência no tratamento dos mais diversos tipos de câncer na Amazônia Ocidental, entre janeiro e setembro foram realizadas 2.028 consultas na especialidade de urologia, a maioria delas voltadas a pacientes com suspeita ou comprovação de câncer de próstata.

Segundo o diretor-presidente da FCecon, pneumologista Edson de Oliveira Andrade, este tipo da doença é o mais incidente entre os homens no Estado. O Instituto Nacional do Câncer (Inca), vinculado ao Ministério da Saúde (MS), reforça a afirmação, com projeção de 510 novos casos para 2015 e uma taxa bruta de incidência de 27,94 casos para cada 100 mil habitantes.

A FCecon tem investido, através de seus profissionais, no aprimoramento de técnicas cirúrgicas, a exemplo das cirurgias minimamente invasivas, implantadas há alguns anos na instituição, e que tem surtido resultados positivos, com a recuperação mais rápida dos pacientes e menos risco de danos e sequelas, a exemplo da impotência sexual. Nos nove primeiros meses deste ano, foram realizadas no âmbito do hospital, 113 cirurgias urológicas – procedimentos convencionais e minimamente invasivos -, voltadas ao tratamento dos cânceres de próstata, rins, entre outros.

De acordo com o chefe do Serviço de Urologia da FCecon, Dr. Giuseppe Figliuolo, os pacientes que dão entrada no hospital em busca de tratamento são oriundos de vários municípios amazonenses e de estados e até países vizinhos, o que eleva o número de atendimentos significativamente.

Como o câncer acontece?

A próstata é uma glândula localizada abaixo da bexiga e à frente do reto, responsável por produzir parte do sêmen. No caso deste órgão, explica Figliuolo, o câncer ocorre quando há o crescimento de massa tumoral nesta área, que pode levar até 15 anos para chegar a 1 centímetro. Ele destaca que o desenvolvimento da doença é lento e, na maioria dos casos, ocorre em homens com mais de 65 anos. “Ao longo da vida, 1 em cada 6 homens desenvolverá a doença”, afirma.

Segundo o urologista, o exame de toque retal é primordial para a descoberta da doença ainda na fase inicial. No caso de histórico na família – quando pais e irmãos já tiveram a doença -, o teste deve ser feito a partir de 40 anos, por conta do fator hereditário. Também é indicada a realização do exame de sangue para a dosagem do PSA, o qual pode apontar alterações hormonais que podem ser um indício da doença.

Mesmo com a ampliação das campanhas de orientação e a disseminação de informações como esta, Figliuolo explica que grande parte dos homens ainda apresenta resistência ao exame de toque. Ele alerta, contudo, que deixar de realizá-lo no tempo certo pode levar a um diagnóstico tardio e, consequentemente, à evolução de um tumor mais invasivo, que reduz não só as chances de cura, mas também eleva os riscos de sequelas como a impotência sexual.

“Quanto maior o tumor, mais complexa é a cirurgia. Mas na fase precoce, o procedimento cirúrgico é menos agressivo, e o nervo responsável pela função erétil, acaba sendo preservado, sem prejuízos ao paciente”, relatou o especialista, completando que o tratamento também pode ser associado, utilizando, por exemplo, a radioterapia.

Sobre a prevenção, o médico destaca que a adoção de hábitos saudáveis, que evitam vários tipos de doença, como as cardiovasculares, também se aplicam ao câncer. Entre eles, estão a redução do consumo de carne vermelha, a manutenção de uma alimentação rica em licopeno (presente, por exemplo, no extrato de tomate) e a prática de exercícios físicos com frequência. O consumo de cigarro e bebidas alcoólicas em excesso são alguns dos vilões que devem ser evitados e que contribuem, não só para o aparecimento do câncer de próstata, mas de outras neoplasias malignas.

Sintomas

Quando na fase inicial, o câncer de próstata é assintomático. Já em outros estágios, alguns sintomas pedem atenção redobrada e podem indicar a presença da doença ou outras anormalidades. São eles: fluxo urinário fraco ou interrompido, micção frequente, impotência, sangue no líquido seminal, dor ou odor na hora de urinar, perda de controle da bexiga ou intestino devido a pressão do tumor sobre a medula espinhal.

Com informações da assessoria de comunicação

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir