País

Desmatamento aumenta 16% na Amazônia em relação a 2014

A recessão econômica não foi suficiente para reduzir o desmatamento na Amazônia, registrado entre agosto de 2014 e julho de 2015. Em comparação com o período 2013-2014, foi registrado um aumento de 16%.

Os dados são do Programa de Monitoramento de Desmatamentos (Prodes), divulgados pelo Ministério do Meio Ambiente. No ano passado, o desmatamento tinha caído.

Nos doze meses, foram derrubados 5.800 km2 da floresta, o equivalente a cerca de quatro cidades de São Paulo. O aumento no desmatamento já vinha sendo apontado por outros levantamentos independentes, como o da ONG Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia).

Os dados chegam em um momento delicado, às vésperas da convenção do clima de Paris. O desmatamento é a principal causa de emissão de gases-estufa do Brasil.

Houve um aumento particularmente grande do desmatamento em Mato Grosso. “[Os números] foram uma surpresa”, disse a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir