Sem categoria

Deslizamento em Tonantins deixa mais de 200 pessoas desabrigadas e 28 cabeças de bois soterrados

Pelo menos 210 pessoas foram desalojadas e 28 cabeças de gado soterradas em Tonantins - foto: reprodução

Pelo menos 210 pessoas foram desalojadas e 28 cabeças de gado soterradas em Tonantins – foto: reprodução

Pelo menos 210 pessoas foram desalojadas e 28 cabeças de gado soterradas em consequência de deslizamentos de terra na tarde desta terça-feira (22) e madrugada de hoje (23) no município de Tonantins, alto Solimões (a 865 quilômetros de Manaus).

O fato ocorreu na rua Manoel Alvorado, bairro das Missões, Zona Norte da cidade, conforme informou a coordenadoria de Defesa Civil da cidade.

De acordo com o coordenador da pasta, Tarcísio Pessoa Garcia, o primeiro registro de aconteceu por volta da 13h40 de terça, quando uma casa onde moravam sete pessoas, sendo três crianças, caiu.  “Ninguém ficou ferido, pois os residentes já tinham sido remanejados para a Escola Municipal José Raimundo, no Centro, assim que rompeu parte da ribanceira. Outras cinco famílias, cujas casas estavam na mesma área, também foram retiradas e encaminhadas ao colégio”, contou.

Durante esta madrugada desta quarta, porém, outra residência começou a ceder na área e parte do imóvel desmoronou.

Tarcísio Pessoa Garcia acrescentou que a área atingida pelo deslizamento corresponde à aproximadamente um quilômetro de extensão e que o local abrigava cerca de 32 famílias. Destas, 26 tiveram de procurar abrigo na casa de amigos e familiares.

Ainda segundo o secretário, durante o desmoronamento, um grande número de cabeças de gado que estavam no barranco foi perdido. “Eram 30, mas apenas duas foram achadas com vida. Outras 28 foram soterradas pelo fenômeno”.

Recorrente

Tarcísio Garcia relatou ainda que os casos de deslizamento são recorrente na cidade. Há três anos, outro bairro da mesma zona onde aconteceu o incidente, já havia sido afetado por um deslizamento parecido. Na época, os moradores foram retirados e transferidos para o local do incidente desta terça e quarta.

Por conta do ocorrido, a área foi isolada e somente o pessoal técnico está podendo circular pelo local, que ainda oferece riscos.

Na manhã desta quarta, o prefeito do município, Simeão Garcia nascimento (PSD) que já estava em Manaus, procurou a Defesa Civil do Estado para pedir ajuda, mas não detalhou exatamente o que seria solicitado.

A assessoria de imprensa do órgão em Manaus informou à reportagem do EM TEMPO Online que, devido à proporção do incidente, a competência ainda estava no âmbito da Defesa Civil do Município, porém, o Estado iria designar um técnico para fazer o acompanhamento.

Por Conceição Melquíades

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir