Política

Deputados viajam ao exterior, e Câmara antecipa feriadão

Após Eduardo Cunha (PMDB-RJ) embarcar na véspera com uma comitiva de deputados para um giro de sete dias por Israel, Palestina e Rússia, a Câmara não votou nada nesta terça-feira (2) e acabou antecipando o feriadão de Corpus Christi.

O plenário da Casa havia trabalhado na noite de segunda (1º), com a presença de Cunha, mas apenas com votação de acordos internacionais, projetos que normalmente são aprovados sem grandes debates e sem a necessidade de quórum alto.

Cunha embarcou para para a missão oficial no exterior na noite de segunda, logo depois de participar da sessão.
Até a noite desta terça a Câmara não havia informado a lista dos deputados que o acompanharam, os custos de passagens e diárias, nem se os deputados levaram cônjuges ou parentes.

Segundo a assessoria, parte dos deputados participaria apenas dos compromissos em Israel e na Palestina. Outra parte, apenas do evento em Moscou. Alguns foram convidados, entre eles Eduardo Cunha, o que reduziria os custos para a Casa.

A Câmara disse ainda que caso parentes tenham acompanhado a comitiva o custo extra corre por conta de cada parlamentar.

Na viagem oficial que fez a Portugal no mês passado -onde fez uma palestra-, Cunha levou a sua mulher, Claudia Cruz, mas, segundo a Câmara, as despesas relativas a ela foram pagas pelo peemedebista.

BRICS

A reportagem apurou que na atual viagem embarcaram mais de dez deputados, entre eles Leonardo Picciani (RJ), líder da bancada do PMDB, além de assessores.
Segundo comunicado divulgado pela Câmara no final da tarde desta terça, Cunha visitará os parlamentos dos três países e terá, entre outros compromissos, audiência como o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, nesta quarta (3), e com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, na quinta (4).

O presidente da Câmara viaja para Moscou no sábado (6). Na segunda (8) ele participa na capital russa do fórum parlamentar dos BRICs (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Não há agenda prevista para a sexta (5) e a maior parte de sábado (6). No domingo (7), há encontro com integrantes do parlamento russo.

A volta está prevista para a terça-feira (9). A Câmara agendou para a semana que vem a votação do projeto de lei que revê a política de desoneração da folha de pagamento de setores da economia, um dos principais pontos do pacote de ajuste fiscal do governo Dilma Rousseff.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também vai ao fórum parlamentar dos BRICs. Ele ficará fora do Brasil de 4 a 10 de junho. Integram a comitiva os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Ciro Nogueira (PP-PI), Vanessa Grazziottin (PC do B-AM) e Magno Malta (PR-ES). Não foram divulgados custos.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir