Política

Deputado da Aleam propõe limite de espera em lojas de operadoras de telefonia

Wanderley Dallas sugeriu matéria semelhante à 'Lei das Filas' para reduzir a demora no atendimento, que chega a ultrapassar os 30 minutos - foto: divulgação

Wanderley Dallas sugeriu PL semelhante à ‘Lei das Filas’ para reduzir a demora no atendimento, que chega a ultrapassar os 30 minutos – foto: divulgação

O deputado Wanderley Dallas (PMDB) apresentou, nesta quinta (21), um Projeto de Lei que estabelece o tempo máximo de espera para atendimento aos usuários, nas lojas de operadoras de telefonia fixa, celular e prestadora de internet e TV paga, até 25 minutos em véspera de feriados e datas comemorativas.

O usuário do serviço de telefonia deverá receber senha com número de ordem de chegada, data e horário que comprove o tempo de espera para atendimento.

Atualmente quando uma pessoa telefona para uma operadora para solucionar qualquer situação, reparo ou mesmo informação, passou a ser um ato de tortura. A demora chega a ser mais de 30 minutos.

Muitos consumidores acabam desistindo do contato com os call centers. Ao ligar para um atendimento telefônico de alguma operadora, com intuito de solucionar algum problema relacionado a um serviço ou produto, e acaba por desistir em função da demora.

Esse demora leva o consumidor a buscar atendimento presencial nas lojas.

Uma vez que as agências bancárias já possuem tempo determinado para atendimentos de seus clientes, é importante que as lojas de telefonia também tenham um período estabelecido para espera, já que normalmente seus usuários chegam a ficar horas na fila, sendo submetidos a um total desrespeito.

Dallas destaca que o descumprimento desta Lei determinará sanções como: multa de R$ 500 que será revertida ao Fundo Estadual de Defesa do Consumidor (Fundecon), criado pela Lei nº 2288/1994 de 30/06/1994; suspensão da licença de funcionamento por dois ou até 15 dias e caberá ao Procon/AM a fiscalização para cumprimento das disposições desta Lei e aplicação da penalidade de multa.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir