Política

Deputada estadual defende CPI para investigar desvios de dinheiro na saúde do AM

21-alessandra

Alessandra falou ainda sobre o contrato emergencial firmado este ano entre a Susam e o Centro de Hemodiálise Ari Gonçalves – foto: Divulgação

A deputada estadual Alessandra Campêlo (PMDB) defendeu, nesta quarta-feira (21), a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para continuar a investigação dos desvios de dinheiro da área da saúde no Amazonas. O discurso foi realizado na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), um dia após a operação da Polícia Federal, intitulada ‘Maus Caminhos’, desarticular uma organização criminosa.

Segundo Alessandra, a CPI é necessária para investigar outros contratos suspeitos firmados entre a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) e organizações sociais que prestam serviços ao Governo com dispensa de licitação.

“A Polícia Federal mostrou esse grupo que roubou mais de cem milhões de reais da saúde desde 2014, e eu quero descobrir quem mais está envolvido. É um dever moral dos deputados continuar com a investigação. Quem tem medo, é porque tem algo a esconder”, disse a deputada.

Durante o discurso, Alessandra falou ainda sobre o contrato emergencial firmado este ano entre a Susam e o Centro de Hemodiálise Ari Gonçalves. Conforme a parlamentar, esse instituto já recebeu um total de R$ 4 milhões do Governo com dispensa de licitação para um suposto atendimento dos pacientes renais crônicos. Entretanto, o atendimento é precário, e muitos já morrem este ano devido ao estado de calamidade pública na saúde.

De acordo com a assessoria, Alessandra Campêlo já conta com o apoio de mais quatro deputados: José Ricardo Wendling (PT), Wanderley Dallas (PMDB), Vicente Lopes e Luiz Castro (Rede). A deputada ainda garantiu que até essa quinta-feira (22) terá o apoio de mais colegas do Parlamento. São necessárias oito assinaturas para a instalação da CPI.

Por equipe EM TEMPO online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir